odezhda dlya sobak mylovelypet.ru magazin odezhdy dlya sobak, kupit osheynik anti lay mozhno tut - osheynik-anti-lay

Tag Archive | "sustentabilidade"

Secadores e jarros de água mais potentes vão ser proibidos na União Europeia


Depois dos aspiradores, agora é a vez dos secadores, jarros de água e cortadores de relva mais potentes estarem na mira da União Europeia. A instituição pretende proibir os equipamentos mais potentes para atingir os seus objectivos de eficiência energética, e os secadores e cortadores de relva são os seguintes da lista – que se prevê longa – de aparelhos a serem proibidos nos próximos anos.

Segundo a União Europeia, dezenas destes equipamentos podem começar a ser proibidos já a partir da próxima Primavera: os secadores verão a sua potência reduzida em 30%, por exemplo. Muitos críticos acreditam que, com menos potência nos seus secadores, os consumidores irão utilizá-los por mais tempo, acabando por gastar a mesma energia.

Recorde-se que os aspiradores com mais de 1.600 watts vão deixar de ser fabricados já a partir de segunda-feira e, aos poucos, desaparecerão das lojas. A partir de 2017, o limite passará para os 900 watts.

A UE sustenta a medida com a necessidade de cumprir o potencial de economia de energia de 20% previsto para 2020 – e 30% até 2030 – e diz que não existe relação entre alta potência e eficiência do aspirador.

Segundo o Daily Telegraph, as vendas de aspiradores potentes aumentaram, no Reino Unido, nos últimos dias. A lista de produtos cuja versão mais potente a UE irá retirar do mercado tem 30 nomes – será reduzida para 20 até Janeiro de 2015. Depois, a UE decidirá, caso a caso, quais os produtos que serão proibidos.

Foto: sunshinecity / Creative Commons

Publicado em PolíticaComments (0)

Irlanda do Norte: utilização de sacos de plástico cai 72% desde introdução de pequena taxa


A introdução de uma taxa de €0,06 (R$ 0,18) por utilização de saco de plástico, na Irlanda do Norte, está a ter os resultados pretendidos pelos Governantes locais – a exemplo do que acontece noutros países.

De acordo com o Business Green, a utilização de sacos de plástico decresceu 72% a partir de Abril de 2013, data em que a taxa foi introduzida. Os primeiros números foram anunciados pelo ministro do Ambiente local, Mark Durkan, que revelou que foram utilizados menos 215 milhões de sacos de plásticos durante este período. Por outro lado, a taxa recolheu €5,2 milhões (R$ 15,5 milhões) para reinvestir em projectos ambientais locais.

“A comunidade paga a taxa e será beneficiada por ela”, explicou o responsável. A partir de Janeiro, a taxa será aumentada em 100%, para €0,12 (R$ 0,36).

Para além da Irlanda do Norte, também a Escócia, País de Gales e, mais recentemente, a Inglaterra introduziram taxas por utilização de sacos de plástico ou planeiam fazê-lo.

Em todo o mundo, vários países e cidades têm introduzido esta ou taxas similares. Em Portugal, os Açores aprovaram no início de Maio uma taxa idêntica – ou ecotaxa – que pode chegar aos €0,05 por utilização de saco de plástico.

Publicado em PolíticaComments (0)

Cidade Interminável: o arranha-céus que é uma comunidade auto-suficiente em altura (com FOTOS)


A SURE Architecture desenvolveu um ambicioso e complexo projecto para acolher áreas residenciais, escritórios, lojas, entretenimento e lazer num único edifício. Apropriadamente denominado “Cidade Interminável”, o projecto foi desenhado para a realidade londrina, no Reino Unido.

O edifício consiste numa série de rampas que ligam diferentes secções da estrutura para criar uma cidade vertical e foi projectado para reduzir o impacto ambiental e aumentar a sustentabilidade através de alguns conceitos tecnológicos.

Quando construído, o projecto poderá ser um ecossistema completo e, em teoria, permitir a qualquer pessoa fazer a sua vida pessoal, profissional e de lazer sem sair desta estrutura.

De acordo com a SURE, o edifício irá poupar bastante espaço numa cidade densa como Londres – daí ter sido a capital britânica a primeira a ser pensada para este conceito.

Com mais de 300 metros de altura, a Cidade Interminável terá uma área de 165 mil metros quadrados e a sua forma maximiza a energia passiva e reduz a necessidade de luz artificial, arrefecimento e aquecimento. “O objectivo do design é conceber um edifício aberto que seja convidativo e um símbolo poderoso em todas as direcções”, explicou Alina Valcarce, directora da SURE.

O design do projecto não desmente a sua beleza, mas é improvável que ele seja implementado nos próximos anos. Ou décadas.

Publicado em EdifíciosComments (0)

Uma visão vertical de Hong Kong (com FOTOS)


Hong Kong não é propriamente conhecida como uma cidade de edifícios baixos, mas este conjunto de fotos preparadas por Romain Jacquet-Lagrèze capta a verdadeira dimensão da cidade colossal.

Ironicamente, o fotógrafo francês escolheu um ângulo pouco conhecido da metrópole – o chão – para revelar os olhares extraordinários e muitas vezes ignorados pelos honcongueses.

As fotos são colocadas na perspectiva de quem olha para cima e podem inclusive provocar náuseas, mas é por uma boa causa: perceber como os empreiteiros e gestores imobiliários têm luz verde para chegar aos limites do infinito, à custa, por vezes, o bem-estar dos seus inquilinos e proprietários.

“Em Hong Kong sempre existiu muita liberdade para os empreiteiros construírem o que querem. Não há limites”, explicou Jacquet-Lagrèze à CNN.

“Estou habituado a grandes cidades. Tóquio é muito densa e gigante, mas menos impressionante em termos de altura – é muito mais espalhada. Hong Kong é mais violenta nesse aspecto”, continuou.

Para continuar a prosperar, a megacidade precisa de incluir estratégias de sustentabilidade no seu planeamento urbano. Só assim os níveis de poluição da cidade diminuirão e ela deixará de entrar nas listas dos locais mais ameaçados do mundo. Felizmente, alguns passos já têm sido dados para unir a sustentabilidade à educação ambiental.

Veja algumas das fotos de Jaquet-Lagrèze.

Publicado em Planeamento UrbanoComments (0)

Um espaço de purificação de ar para os hotéis lidarem com poluição (com FOTOS)


O Studio Twist, um atelier de arquitectura de Xangai, criou uma solução verde, direccionada para as unidades hoteleiras, para lidar com os níveis crescentes de poluição da China. O conceito do Green Air Hotel, baseado em investigação científica da NASA, consiste na renovação dos espaços comuns de hotéis já existentes e a incorporação de pequenos espaços verdes no interior.

Estes espaços verdes funcionam como purificadores naturais do ar, aprisionando as toxinas e produzindo ar puro. Assim, através de um conceito sustentável e de baixo impacto é possível rejuvenescer diferentes espaços dos hotéis e purificar o ar fortemente poluído das principais cidades chinesas.

O conceito do Green Air Hotel foi apresentado na Hospitality Design Expo, que decorreu em Maio deste ano em Las Vegas, e arrecadou o prémio de Radical Innovation Award, atribuído pelo público, refere o Studio Twist em comunicado enviado ao Green Savers.

Publicado em EdifíciosComments (0)

Leonardo DiCaprio doa €5,1 milhões para projectos de conservação marinha


Leonardo DiCaprio não é apenas um grande actor, mas também um activista ambiental. Há vários anos que está envolvido em causas ambientais, que faz doações e alerta para a necessidade de preservação do ambiente. Agora, DiCaprio voltou a fazer mais uma doação, desta feita em prol da conservação marinha e num dos maiores valores alguma vez doados pelo actor – cerca de €5,1 milhões.

O valor vai ser entregue a projectos de conservação marinha através da fundação do actor e ao longo dos próximos dois anos, refere o Tree Hugger. Em Fevereiro deste ano, o actor havia já doado €2,2 milhões para a Oceana, uma organização internacional de conservação marinha. Também já este ano DiCaprio doou dinheiro para a conservação do elefante africano e para outras causas ambientais.

Leonado DiCaprio é uma das celebridades internacionais que mais contribui para as causas ambientais e sustentáveis e mais de €7 milhões é um valor considerável, mesmo para uma grande celebridade. O anúncio da doação foi feito durante a mesma conferência onde o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, revelou que vai ser criado o maior santuário marinho do mundo.

 

Publicado em AmbienteComments (0)

Recomendações

Blogroll