odezhda dlya sobak mylovelypet.ru magazin odezhdy dlya sobak, kupit osheynik anti lay mozhno tut - osheynik-anti-lay

Tag Archive | "União Europeia"

União Europeia quer saber mais sobre consumo sustentável em Portugal. Saiba como se candidatar.


O projecto europeu PACITA (Parliaments and Civil Society in Technology Assessment) vai realizar uma consulta pública aos cidadãos portugueses sobre o consumo sustentável. A consulta terá lugar no dia 25 de Outubro, em Lisboa, e serão escolhidos aleatoriamente 100 portugueses para participar.

No dia em questão, os participantes poderão debater e votar sobre questões relativas ao consumo sustentável.

Para além de Portugal, a iniciativa vai decorrer em simultâneo em outros dez países europeus. A actividade visa envolver os cidadãos no processo de formulação de políticas e sensibilização para a questão do consumo sustentável.

A fim de poderem ser escolhidos para participar no evento os interessados devem inscrever-se na página do projecto. Posteriormente, dos inscritos vão ser escolhidos 100 para participar. O objectivo é que a amostra seja o mais representativa possível da sociedade portuguesa, ou seja, cerca de 60% dos cidadãos presentes deveriam ter no máximo o 9º ano de escolaridade e mais de 40 anos de idade. No caso de os escolhidos viverem fora da área metropolitana de Lisboa, os custos de transporte serão pagos e no caso de deslocações superiores a 200km será concedido alojamento.

A consulta pública sobre consumo sustentável é uma iniciativa do Instituto de Tecnologia Química e Biológica, no âmbito do projecto PACITA, que é financiado pela União Europeia.

Foto: Juju Boubou / Creative Commons

Publicado em Educação Ambiental, PortugalComments (0)

Aspiradores mais potentes deixam mercado em Setembro para diminuir consumo energético


Os aspiradores com mais de 1.600 watts vão ser proibidos na União Europeia (EU), devido a uma norma que visa diminuir o consumo energético. Os aspiradores vão deixar de ser fabricados a partir de 1 de Setembro e, paulatinamente, irão desaparecer das lojas: em 2017, o limite vai baixar para 900 watts.

Segundo explica o Observador, a UE quer incentivar o consumo de aparelhos com maior eficiência energética e defende que uma menor potência não é sinónimo de menos eficácia na limpeza.

A UE sustenta a medida com a necessidade de cumprir o potencial de economia de energia de 20% previsto para 2020. E diz que não existe relação entre alta potência e eficiência do aspirador.

Outra das novidades é que os aspiradores vão ter a mesma etiqueta que já vemos nas máquinas de lavar e frigoríficos, que os classifica de A (mais eficiente) a G (menos eficiente). Apenas os modelos com um baixo consumo, menor ruído e uma boa capacidade de aspiração poderão alcançar a melhorar classe.

As novas regras não se aplicam às seguintes categorias de aspirador: aspiradores de líquidos, líquidos e sólidos, com bateria, robots, industriais e central.

As lojas vão poder escoar o stock de aspiradores com mais de 1.600 watts, mas não podem importar aparelhos fora das normas.

Foto: Evan Blaser / Creative Commons

Publicado em Eficiência EnergéticaComments (0)

Economia Verde e reindustrialização: os temas que a UE quer levar aos cidadãos (com VÍDEO)


Com um nome tão complexo, o projecto União Europeia: Sustentabilidade e Uso Eficiente dos Recursos pode não ser muito aliciante para o seu objectivo inicial – levar os conceitos sustentáveis aos cidadãos – mas as suas várias declinações devem ajudar-nos a perceber melhor em que situação nos encontramos, na encruzilhada sócio-ambiental, e para onde teremos de ir.

“O objectivo é divulgar alguns temas que são chave na União Europeia e no nosso país, mas que não têm tido muita atenção da opinião pública. No fundo, queremos promover a dicussão e criar cidadania“, explicou ao Economia Verde Cristina Branquinho, investigadora da Faculdade de Ciências de Universidade de Lisboa (FCUL).

O projecto decorre até Setembro e inclui um estudo de opinião, seis debates a nível nacional e a divulgação dos resultados. Um dos objectivos do estudo é perceber qual a opinião dos cidadãos sobre a economia verde e reindustrialização.

Segundo Susana Fonseca, investigadora do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, a maioria dos respondentes acredita que conceitos como a economia verde ou reindustrialização devem ser utilizados, ainda que a primeira tenha uma predominância.

“Os resultados devem ser lidos tendo em conta que temos 68% de respondentes com ensino superior – queríamos ter respostas da comunidade académica e escolar e, depois, dos cidadãos. Era normal que tivéssemos pessoas bastante qualificadas”, explicou a responsável.

Quando questionados sobre as vantagens de cada um dos conceitos, os inquiridos escolheram a questão económica, quando perguntados sobre a reidustrialização, e as vertentes sociais e ambientais, no que toca à economia verde.

Os resultados já foram apresentados na Comissão de Ambiente da Assembleia da República – a iniciativa terá também um debate para sinalizar o final do projecto.

Foto: Yogendra Joshi / Creative Commons

Publicado em Economia Verde, PortugalComments (0)

Inovação europeia vai pôr veículos eléctricos a estacionarem-se sozinhos


Investigadores da Alemanha, Itália, Reino Unido e Suíça estão a desenvolver um sistema que permite que veículos eléctricos sem condutor possam navegar sozinhos em parques de estacionamento ou pontos de carregamento. Denominado V-CHARGE, o projecto é financiado em €5,6 milhões pela União Europeia e estará disponível nos próximos anos.

O sistema é pioneiro e permitirá aos condutores deixarem o seu carro em frente de um parque de estacionamento, utilizando uma aplicação para smartphone, para começar o sistema de estacionamento. O veículo irá então ligar-se ao servidor do parque de estacionamento e circular sozinho até ao local de estacionamento escolhido por este.

Outra das ideias do projecto é programar o carro para, estando numa garagem particular, circular sozinho até um posto de carregamento. Também neste caso, o veículo pode começar a circular a partir de uma aplicação para smartphone – o carro regressa sozinho à garagem, ficando imediatamente pronto para arrancar noutra viagem, agora com o seu condutor e proprietário.

“Queremos utilizar a tecnologia para darmos à pessoas uma melhor mistura de transporte público e privado”, explicou o gestor do projecto, Paul Furgale, ao site de ambiente da União Europeia.

Furgale, que trabalha no Instituto de Tecnologia de Zurique, acredita que a mesma tecnologia poderá ser utilizada para desenvolver um sistema autónomo de estacionamento de veículos eléctricos nas ruas das vilas e cidades. “O desafio será maior, mas se os mapas estiverem correctos, o resto da tecnologia acompanhará [a inovação]”, continuou.

A primeira versão deste sistema foi apresentada no aeroporto de Estugarda, em Abril, e deverá estar concluída em 2015. Ainda não há data, porém, para ela ser posta em prática.

Publicado em Inovação, Veículos EléctricosComments (0)

Reino Unido pede à UE para manter uma das centrais a carvão mais poluentes da Europa


O Governo britânico está a tentar convencer a Comissão Europeia para manter em actividade uma das mais poluentes centrais de carvão do velho continente, apesar de as suas emissões de óxido de nitrogénio excederem cinco vezes os limites legais.

A central de Aberthaw situa-se no sul de gales e está em 23º lugar na lista das 30 centrais a carvão mais poluentes da Europa. Para agravar esta questão, as emissões de óxido de nitrogénio, que causam problemas respiratórios e doenças pulmonares, são extremamente altas.

A fábrica foi desenhada especificamente para queimar carvão nesta área, uma vez que este é invulgarmente difícil de inflamar e precisa de um químico para tal efeito. Este processo origina emissões de óxido de nitrogénio na ordem dos 1.000 mg / Nm3 – o limite da União Europeia é de 200 mg / Nm3, pelo que a fábrica terá de ser encerrada até 2016.

Segundo o Business Green, o Governo britânico acredita que esta central pode ser a excepção que foge à regra dos desmantelamentos devido a excesso de poluição e já reiterou que não pensa fechar a fábrica.

“O facto de [o departamento de ambiente britânico] estar a tentar manter uma das centrais mais poluentes da Europa é uma paródia. Se o pedido do Governo for bem sucedido, Aberthaw continuará a produzir emissões tóxicas e a piorar a saúde das pessoas para os próximos ano”, explicou Jimmy Aldridge, analista de energia da Greenpeace.

Na lista das 30 centrais a carvão mais poluentes da Europa, Sines está pouco abaixo de Aberthaw, no 27º lugar. Será que também vai fazer lóbi para evitar o encerramento em 2106? Ou tornar-se-á mais limpa?

Publicado em AmbienteComments (0)

UE: venda de carros eléctricos aumenta para o dobro em 2013


A venda de veículos eléctricos na União Europeia aumentou para o dobro em 2013. Foram vendidos cerca de 50.000 destes veículos. Em 2012, o número de carros vendidos foi apenas de 22.000. Um dos principais motivos para o aumento das vendas foi a introdução de novos modelos de marcas diferentes no mercado automóvel.

Contudo, apesar do aumento, o número de carros eléctricos vendidos ainda é uma pequena percentagem do total de automóveis. Em cada 250 carros vendidos, apenas um é eléctrico.

“Os carros eléctricos estão a crescer consistentemente. Mas a verdade é que ainda são muito caros para a maioria das pessoas considerar a sua compra”, indica Greg Archer, da European Federation for Transport and Environment, cita o Guardian. “Os preços vão descer com o tempo, mas esta é uma mudança que vai levar tempo”, afirma.

Os três modelos de carros eléctricos que dominaram as vendas em 2013 foram o Renault Zoe, o Mitsubishi Outlander e o Volvo V60 plug-in.

Publicado em Veículos EléctricosComments (0)

Recomendações

Blogroll