Mercadona abre segundo Centro de Coinovação em Portugal

A Mercadona dá continuidade ao seu projeto de expansão em Portugal e conta a partir de hoje com um Centro de Coinovação em Lisboa. Localizado na Avenida Estados Unidos da América e com uma área total de cerca de 2.400 m2, é composto por dois andares, várias zonas de trabalho, incluindo espaço para cozinhar, área de provas-cegas, zonas para recriar a exposição dos produtos nos lineares, auditório e salas de reuniões. O novo centro representou um investimento de 2,2 milhões de euros.

Os Centros de Coinovação da Mercadona são macrolaboratórios de ideias onde os especialistas desenvolvem, em conjunto com os “Chefes” (clientes), produtos que correspondam aos seus gostos e detetam as suas necessidades quanto às escolhas que compõem o seu cabaz de compras habitual, podendo, desta forma, introduzir melhorias e lançar inovações nos cinco negócios que englobam todos os produtos comercializados pela empresa: comida, bebida, higiene pessoal, limpeza do lar e cuidado dos animais de estimação. Antes de chegarem às prateleiras dos supermercados, os produtos passam por uma fase de testes com os clientes, realizadas nestes centros.

Para a Mercadona, a satisfação do “Chefe” é o ponto fundamental da sua atividade e coloca-o sempre no centro das suas decisões. Por isso, dispõe de um Modelo de Coinovação pioneiro no qual trabalha, desde 2011, através da sua Estratégia Avental: partilhando com os clientes experiências e hábitos para os transmitir depois aos fornecedores e impulsionar uma colaboração direta na elaboração dos melhores produtos.

Em Portugal, a empresa conta desde 2017 com o Centro de Coinovação de Matosinhos , que serviu para a adaptação dos produtos aos gostos e hábitos de consumo dos portugueses. Através do trabalho desenvolvido neste centro, a Mercadona abriu os seus primeiros supermercados no país, em 2019, com um sortido de máxima qualidade adaptado aos “Chefes” portugueses.

Em 2020, a empresa contava com uma rede de 20 centros de coinovação, em Espanha e Portugal, nos quais 150 especialistas realizaram um total de 12.500 sessões com “Chefes” – 11 mil em Espanha e 1.500 em Portugal – às quais é preciso somar o trabalho online desenvolvido com os clientes devido às novas circunstâncias propiciadas pela COVID-19.

A partir deste Modelo de Coinovação, foram introduzidas inovações como a Tango da Mercadona, a tradicional bebida portuguesa de groselha e cerveja, produto que surgiu através de sessões de trabalho com os “Chefes”, nas quais foi captada a necessidade de criar uma bebida que combinasse na perfeição estes ingredientes. Através do mesmo Modelo, foi lançada a Tablete Negro 99% Cacau, um produto produzido em Portugal, pela Imperial, que pela sua componente saudável, sem glúten e sem adição de açúcares, conquistou os “Chefes” das lojas de Portugal e também de Espanha.

Atualmente, a Mercadona conta com 24 lojas em Portugal nos distritos do Porto, Braga, Aveiro e Viana do Castelo – tendo já aberto 4 das 9 lojas previstas para 2021. Este ano, a empresa prevê investir 150 milhões de euros e recrutar um total de 600 pessoas, com contrato de efetividade desde o primeiro dia.

Notícias relacionadas

Comentários estão fechados.