Em Matosinhos faz-se surf, mas também se limpa o areal



A Matosinhos Surf School Cup 2021, competição de escolas de surf que passa por várias praias do concelho, tem associada uma iniciativa de recolha de lixo nos areais por onde passa.

A “Matosinhos recolhe e transforma. Praia limpa” pretende sensibilizar para a ameaça do lixo marinho, para a redução do desperdício, bem como para a necessidade urgente de proteção e preservação dos ecossistemas marinhos e costeiros. Com um forte lado comunitário, a organização encoraja que a recolha seja feita em equipas de amigos, familiares e até colegas de trabalho. Cada equipa transporta o seu próprio saco, que é colocado num espaço reservado para o efeito.

A ação de recolha do lixo é promovida pela Câmara Municipal de Matosinhos, juntamente com a Associação de Escolas de Surf de Portugal e com a Sociedade Comercial C. Santos.

Matosinhos Surf School Cup tem um formato de competição em estafeta, inovador em Portugal, que se inspira no da tradicional Aloha Cup, da Associação Internacional de Surf (ISA). Cada escola está representada por uma equipa mista de cinco elementos (treinador e quatro alunos), e em cada prova uma escola de surf é vencedora, sendo que no final de todas as etapas, é atribuído o título de escola de surf campeã do concelho de Matosinhos.

A segunda prova do campeonato realizou-se este domingo, na Praia do Aterro. A próxima data confirmada é dia 5 de dezembro, na Praia de Matosinhos, estando ainda a data para a prova na Praia de Pedras do Corgo, por definir.

A Matosinhos Surf School Cup é promovida pela Câmara Municipal de Matosinhos, organizada pela Associação de Escolas de Surf de Portugal, e conta com os patrocínios da APDL, Deeply, Sociedade Comercial C. Santos e Matosinhos Sport.  



Notícias relacionadas

Comentários estão fechados.