Sabia que ao reciclar óleo alimentar está a poupar milhões de litros de água?



A recolha dos óleos alimentares usados não é traz só benefícios para o ambiente – tem também um impacto direto na prevenção da qualidade dos recursos hídricos. Ao reciclar 1 litro de óleo alimentar está a preservar até 1 milhão de litros de água, o que equivale à satisfação das necessidades básicas de uma pessoa durante cerca de 24 anos. O alerta é dado pela Associação de Bioenergia Avançada (ABA), que assinala o Dia Mundial da Água com uma nota sobre a ligação entre as duas vertentes.

Segundo Ana Calhôa, Secretária-Geral da Associação de Bioenergia Avançada (ABA), “quando falamos em água e na sua preservação, por vezes não consideramos aquela que é uma das principais ameaças à sua qualidade: a gordura. Todos na escola aprendemos que as gorduras e a água não se misturam, mas nem sempre nos explicam o que fazer ao óleo de uma lata de conserva que abrimos, ao azeite que fica no fundo da taça depois de comermos uma salada, entre outros exemplos. Por isso, há ainda um longo caminho a percorrer no sentido de introduzir estes hábitos de reciclagem dos óleos alimentares usados desde cedo, visto que, apesar de serem gestos pequenos, têm um enorme impacto na preservação da qualidade dos recursos hídricos”. 

As estimativas sugerem que apenas uma parte das milhares de toneladas de óleo alimentar presentes no mercado, seja recolhida e corretamente encaminhada para reciclagem. Após utilização, o óleo de girassol, de palma e de soja, e o azeite, podem ser encaminhados para a produção de novos produtos como biocombustíveis de resíduos e outros avançados, que podem depois ser utilizados para substituir, em parte, os produtos petrolíferos nos combustíveis.

“Ao recolher o óleo alimentar usado e ao depositá-lo nos oleões disponíveis um pouco por todo o país, temos um triplo impacto positivo. Não só estamos a prevenir que este contamine os cursos de água, mas também a possibilitar a produção de uma energia renovável amiga do ambiente e a evitar a emissão de cerca de 14 toneladas de gases de efeito de estufa para a atmosfera”, refere Ana Calhôa.

Pode encontrar, um pouco por todo o país, mais de dois mil oleões disponibilizados pelos recolhedores de resíduos, tais como EcoMovimento, EGI e Reciclimpa, e nos postos de abastecimento da PRIO.



Notícias relacionadas

Comentários estão fechados.