“Emergência Oceano” é o tema do 32º Seminário Coastwatch



A 32ª Campanha Coastwatch, que finaliza a campanha de 2021-2022 do projeto europeu, está marcada para os dias 14, 15 e 16 de julho. “Emergência Oceano” é o tem escolhido para este evento, que tem como objetivo alertar e sensibilizar para os problemas que os oceanos enfrentam, nomeadamente, o aquecimento das águas, a acidificação, a sobre-exploração de recursos, a aquacultura não sustentável, a poluição por resíduos e a  contaminação genética e das espécies invasoras, que conduz à destruição de habitats, à perda de biodiversidade e de recursos marinhos.

O Agrupamento de Escolas Fernão do Pó, no Bombarral, as praias do Município de Peniche e a Escola Superior de Turismo e Tecnologias do Mar (ESTM), em Peniche, vão receber o evento, que incluirá painéis temáticos, oficinas e saídas de campo.  No dia 14 de julho, o Seminário iniciará com a Sessão de Abertura, a partir das 10h00, que contará com a presença de Emanuel Vilaça, Diretor do Agrupamento de Escolas Fernão do Pó, João Dias Coelho, Presidente do GEOTA, Ricardo Manuel Fernandes, Presidente da Câmara Municipal do Bombarral e da Agência Oeste Sustentável, e Francisco Teixeira, Diretor do Departamento de Comunicação da Agência Portuguesa de Ambiente (APA). Durante o dia, na Escola Básica e Secundária Fernão do Pó, estão programados painéis de debate sobre a importância de se salvar os oceanos, bem como os desafios da economia azul. O último painel “Os desafios da Economia Azul” contará com José Maria Costa, Secretário de Estado do Mar. No mesmo dia vão decorrer oficinas sobre a literacia dos oceanos, dinamizadas por entidades como o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), o Projeto GelAVista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera e a Escola Azul.

O dia 15 de julho terá saídas de campo nas Praias de Peniche, mas também oficinas para análise sensorial de recursos alimentares marinhos, monitorização do lixo marinho e ainda a atividade Replasticar: Economia Circular na ESTM – Peniche, acabando com uma visita ao Laboratório Cetemares.

Para o último dia está marcada uma saída de campo Coastwatch, autónoma em zona costeira, à escolha dos participantes, com apoio remoto pela Equipa Coastwatch. O dia finaliza com uma avaliação de tudo aquilo que foi observado pelos participantes.

O Seminário está associado à formação de professores, mas é dirigido a um público-alvo diversificado, contando com a participação de Docentes, Coordenadores regionais do Coastwatch, Técnicos de Municípios, ONGs, Instituições de Ensino, Estudantes e público em geral. Além disso, é acreditado para todos os educadores e professores como Curso pelo CCPFC (Registo – CCPFC/ACC-108872/20 – 20 horas), através do Centro de Formação de Professores da Ordem dos Biólogos. Para participar deve consultar o programa na íntegra aqui e inscrever-se previamente no seguinte formulário. Os custos de participação variam entre os 10 e os 25 euros.

Em Portugal, a coordenação do Coastwatch Portugal é realizada há 32 anos pela associação ambientalista GEOTA –  Grupo de Estudos de Ordenamento do Território e Ambiente, com o apoio voluntário de escolas, associações, escuteiros, cidadãos, ONGs, municípios, organismos do Estado, entre outras entidades, algumas das quais são coordenadores regionais do Projeto.



Notícias relacionadas

Comentários estão fechados.