81% dos habitats na Europa estão em mau estado de conservação, revela relatório

Com a crescente urbanização e a desflorestação massiva, os habitats naturais e as espécies estão cada vez mais ameaçadas. A Agência Europeia do Ambiente publicou o relatório “Estado da Natureza na UE”, que resulta de uma investigação entre 2013 e 2018, e que revela uma análise relativamente ao estado de conservação das espécies e dos habitats na União Europeia.

De acordo com o relatório, apenas cerca de 27% das espécies estão em bom estado de conservação, dando-se destaque aos répteis e às plantas vasculares. Quanto às espécies de pássaros, 39% encontra-se em estado deficiente ou mau de conservação, um aumento de 7% nos últimos 6 anos.

Em relação aos habitats, 81% encontra-se em mau estado de conservação, principalmente os prados, as trufas e as dunas. Quanto às florestas, têm revelado uma grande melhoria, devido a medidas de gestão e restauro implementadas pelos governos.
O documento destaca como principais responsáveis pelo declínio da biodiversidade na Europa a poluição, as práticas agrícolas e silvícolas insustentáveis, e a expansão urbana.
Ainda assim, “o relatório da AEA mostra uma evolução positiva dos esforços de conservação. Tanto o número como a superfície das zonas protegidas no âmbito da rede Natura 2020 aumentaram ao longo dos últimos 6 anos e a UE atingiu as metas globais, com cerca de 18 % da sua superfície terrestre e quase 10 % da superfície marítima protegidas” , explicam.
Hans Bruyninckx, diretor executivo da AEA, afirma “A nossa avaliação mostra que a salvaguarda da saúde e resiliência da natureza da Europa e do bem-estar das populações requer alterações profundas à forma como produzimos e consumimos os alimentos, gerimos e utilizamos as florestas e construímos cidades. Estes esforços devem ser acompanhados por uma melhor implementação e aplicação das políticas de conservação e um enfoque na recuperação da natureza, bem como numa ação climática cada vez mais ambiciosa, em especial nos setores dos transportes e da energia.”
Notícias relacionadas
Comentários
Loading...