A comunidade que vive nos túneis de Las Vegas (com FOTOS)

Nas profundezas da iluminada Las Vegas podem encontrar-se labirintos com 322 Km de extensão, que servem de casa a cerca de mil pessoas.

Steven e a namorada Kathryn são dois desses inquilinos que decoraram a sua “casa” de 37 m2 com bastante perícia – no subsolo têm uma cama de casal, um guarda-roupa e até uma estante para os livros.

O casal mudou-se para os confins de um túnel há cinco anos e decoram-no através da recolha do lixo à superfície. “O lixo de um homem é o ouro de outro”, diz Steven. A mudança deveu-se à perda do emprego de Steven, quando se tornou viciado em heroína.

Outro casal, Amy e Junior, procuraram abrigo nos túneis quando perderam a sua casa, ao caírem também nas rédeas da droga, após a morte do filho com quatro meses de idade.

No meio de todas estas histórias de vida, Matthew O’Brien é o jornalista que fundou a fundação The Shine A Light, destinada a ajudar as pessoas que vivem nestas precárias condições. “Estas são pessoas normais de todas as idades que perderam o rumo, geralmente após um evento traumático”, diz ele. “Muitos são veteranos de guerra que sofrem de stress pós-traumático.”

Não se sabe quantas crianças vivem nos túneis da cidade, mas têm sido encontradas provas nesse sentido, como brinquedos e bonecos de peluche.

O’Brien publicou também um livro, chamado Beneath The Neon, acerca destas pessoas que formam uma comunidade por debaixo da cidade.

 

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...