A floresta perdida da Amazónia que é do tamanho do norte de Portugal (com FOTOS)

Uma floresta com 22.000 quilómetros quadrados que alberga tribos ainda incontactadas pelo e animais por descobrir deverá ser salva esta semana caso, como se espera, os ambientalistas ganhem uma batalha de nove anos para a preservarem das empresas de actividade mineira e madeiras.

A Sierra del Divisor fica entre a fronteira do Peru e Brasil, numa extensão de 960 quilómetros na Amazónia, e será em breve classificada como Parque Nacional pelo Governo peruano, o que a protegerá durante os próximos anos de possíveis ameaças ligadas ao negócio da desflorestação e exploração petrolífera.

A floresta fica a 20 horas de barco da cidade mais próxima e estima-se que tenha 3.500 espécies de plantas e 760 espécies de animais, incluindo o jaguar e o tapir sul-americano. As densas florestas têm quedas de água, lagos escondidos e vulcões adormecidos – os únicos da floresta tropical amazona.

Quando os europeus chegaram ao Peru, no século XVI, a tribo Iskanawa retirou-se para estes terrenos. Desde então que este povo, com apenas 300 ou 400 homens, mulheres e crianças, vivem em isolamento voluntário, cada vez mais dentro da floresta para escapar aos mineiros e madeireiros ilegais que, há alguns anos, começaram a chegar ao local.

[nggallery id=1904 template=greensavers]

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...