A rede de túneis secretos que transportava as cartas para Londres

Escondida 21 metros abaixo das ruas da capital britânica, Londres, esta rede de túneis acolheu durante décadas o segredo mais bem guardado dos correios daquele país. Inaugurada em 1927, esta rede albergou a primeira carruagem eléctrica e sem condutor do mundo que, no pico da sua utilização, transportou 1,4 mil milhões de cartas por 37 quilómetros de carris.

Durante 19 horas por dia, os comboios transportavam correio de Whitechapel, na área este de Londres, para Paddington, oeste da cidade. O objectivo era contornar os congestionamentos de trânsito que, no início do século XX, originavam diversos atrasos na correspondência.

O projecto foi inspirado em iniciativas idênticas de Chicago, Estados Unidos e Berlim, Alemanha, e demorou três anos a ser desenhado. Para além de Whitechapel e Paddington, a linha completa incluía Liverpool Street, King Edward Street, Mount Pleasant, New Oxford Street, Rathbone Palace, Wimpole Street e Bird Street.

Os trabalhos começaram em 1914 mas, apesar de os túneis estarem escavados em 1917, o projecto só retomou em 1923, devido à Primeira Guerra Mundial. Nesta guerra, o espaço foi utilizado para armazenar e proteger tesouros do National Portrait Gallery e da Tate Gallery.

[nggallery id=2381 template=greensavers]

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...