Água engarrafada pode ser 3.500 vezes mais prejudicial para o ambiente do que a de torneira

O impacto que as embalagens de plástico têm no planeta não é nenhuma novidade. Agora, um novo estudo realizado na cidade de Barcelona, em Espanha, pelo Instituto de Saúde Global de Barcelona  (ISGlobal), comparou o impacto do consumo de água engarrafada e de água de torneira.

Tendo em conta o fator ambiental, mais especificamente o impacto nos ecossistemas e nos recursos naturais, e o fator da saúde humana, a investigação indica que beber água de torneira é a opção que traz mais benefícios.

Os resultados demonstram que se toda a cidade de Barcelona optasse por beber água engarrafada, isso seria 3.500 vezes mais prejudicial a nível de extração de recursos e 1.400 vezes mais prejudicial para os ecossistemas. Em simultâneo, essa mudança iria resultar na perda de 1,43 espécies por ano e no custo anual de 83,9 milhões de dólares (cerca de 70,73 euros).

“A qualidade da água de torneira aumentou substancialmente em Barcelona desde a incorporação de tratamentos avançados nos últimos anos. No entanto, esta melhoria considerável não foi espelhada por um aumento no consumo de água de torneira, o que sugere que o consumo de água pode ser motivado por fatores subjetivos diferentes da qualidade”, explica Cristina Villanueva, uma das autoras do estudo. “Um desses fatores subjetivos é a presença percebida de compostos químicos na água da torneira. Embora seja verdade que a água da torneira pode conter trihalometanos (THM) derivados do processo de desinfecção e que os THMs estão associados ao cancro de bexiga, o nosso estudo mostra que, devido à alta qualidade da água da torneira em Barcelona, o risco para a saúde é reduzido, principalmente quando levamos em consideração os impactos gerais da água engarrafada”, esclarece a investigadora.

Nesse sentido, os cientistas analisaram o impacto que teria os residentes mudarem por completo para a água de torneira. Os dados revelam que iria levar aproximadamente a uma perda de 2 horas da sua esperança de vida, porém, a utilização de filtração doméstica poderia reduzir consideravelmente esse risco.

“O uso de filtros domésticos, além de melhorar o sabor e o odor da água da torneira, pode reduzir substancialmente os níveis de THMs em alguns casos. Por este motivo, a água da torneira filtrada é uma boa alternativa”, acrescenta Cathryn Tonne, outra autora do estudo.

Importa referir que este estudo foi conduzido em Barcelona, aplicando-se os resultados unicamente a esta cidade. A qualidade de água de torneira varia consoante a cidade e o país.

Notícias relacionadas

Comentários estão fechados.