Criada em 2018, a Associação Natureza Portugal (ANP) é uma ONG nacional, sem fins lucrativos, que visa a conservação da natureza e a protecção do planeta, estando alinhada com a missão internacional da WWF – World Wide Fund for Nature (anteriormente World Wildlife Fund).

Falámos com Angela Morgado, directora executiva desta nova associação, para saber como surgiu a ANP, quais os planos para o futuro, e descobrir o que ainda há para fazer pela Natureza em Portugal.

Como surgiu a ideia de criar a ANP – Associação Natureza Portugal?

A Associação Natureza Portugal (ANP) foi criada para dar continuidade ao trabalho realizado nos últimos 20 anos pela WWF Mediterrâneo no nosso país, incluindo a conservação de importantes ecossistemas florestais, a protecção da vasta biodiversidade marinha portuguesa, a promoção da sustentabilidade das pescas e a conservação dos ecossistemas de água doce e dos recursos hídricos que estes providenciam.

A associação tem estreita ligação com a conhecida organização WWF. Que pontos vos unem?

A ANP trabalhará em associação com a WWF para implementar uma estratégia conjunta de conservação e para criar parcerias com todos os sectores da economia e da sociedade que estão dispostos a participar na transformação para um mundo mais sustentável.

Que objectivos elegem como prioritários para os próximos meses? Que áreas merecem especial atenção na actualidade?

Continuar a trabalhar em áreas estratégicas que são os pilares do trabalho da ANP|WWF – conservação da floresta e biodiversidade, conservação da biodiversidade marinha, conservação da água, recursos hídricos e alterações climáticas. A ANP ambiciona ser actor de conservação credível, influenciando as políticas e a protecção dos valores naturais e da biodiversidade nacional, sendo líder na implementação de metodologias inovadoras de protecção dos recursos naturais e estando mais próxima da sociedade portuguesa, catalisando uma ampla gama de parcerias e alianças.

O que ainda há por fazer pela natureza em Portugal?

Há muito por fazer, em particular promover a ligação da conservação à vida das pessoas e o reconhecimento de que as opções que tomamos hoje têm impactos directos sobre o ambiente e sobre as pessoas e a forma como vivem. Há muito para trabalhar em relação à produção e ao consumo responsável para que a sustentabilidade se torne uma opção séria e acessível a todos.

Uma palavra ou um valor para definir a vossa associação?

Credível e inovadora nas metodologias e na gestão.

Foto: via Creative Commons