Apreendidas 26 toneladas de camarão capturado em período de veda no centro de Moçambique



As autoridades moçambicanas apreenderam 26 toneladas de camarão cuja captura está proibida desde novembro, devido ao período de veda em vigor, na província da Zambézia, centro de Moçambique, anunciou fonte oficial.

O pescado foi apreendido na segunda-feira, no distrito de Nicoadala, num camião proveniente de Sofala, também no centro de Moçambique, e tinha como destino final a província de Nampula, no norte do país, disse Agnélio Bissane, do departamento de pesca na Zambézia, em declarações à comunicação social naquela província.

“Se formos a fazer a conversão em dinheiro deste grande volume de pescado, constatamos que acabamos perdendo muito por se ter capturado um produto abaixo do preço comercial”, destacou Agnélio Bissane, referindo que o crime lesa o Estado moçambicano em mais de um milhão de meticais (14,5 mil euros).

A captura do camarão em Moçambique está proibida desde novembro e até março, para permitir a reprodução da espécie.

No camião, abandonado pelos proprietários, seguiam também seis toneladas de peixe seco, produto para o qual os donos do camião tinham licença para transportar.

De acordo com as autoridades da Zambézia, com o camião apreendido sobe para seis o número de viaturas apreendidas na posse de diverso pescado desde o início do período de veda.

A interrupção da atividade de captura de camarão de superfície, isto é, de profundidade até 15 metros, acontece no âmbito da adoção de medidas de conservação e preservação dos recursos pesqueiros.



Notícias relacionadas

loading...

Comentários estão fechados.