APREN vai premiar as melhores teses sobre energias renováveis



Se é estudante académico e entregou uma dissertação de mestrado ou tese de doutoramento entre 1 de agosto de 2021 e 15 de setembro de 2022, cujo tema está ligado às energias renováveis, fique a saber que pode ser reconhecido e premiado pela APREN – Associação Portuguesa de Energias Renováveis. O Prémio APREN 2022, desenvolvido pela associação desde 2015, regressa para mais uma edição, com o objetivo de apoiar a Academia e a criação de conhecimento no setor.

Os trabalhos têm de ter sido aprovados e classificados por Instituições de Ensino Superior de Portugal, e podem estar escritas em português ou inglês. O tema deverá estar relacionado com a “eletrificação direta e indireta com base em recursos de origem renovável”, nomeadamente nas áreas da sua produção, distribuição, gestão e regulação, mercado e consumo, abrangendo os aspetos científicos, tecnológicos, financeiros, económicos e ainda outros que promovam a descarbonização de forma sustentável.

A escolha das melhores teses e dissertações terá em conta o potencial e relevância do tema, a robustez técnica e científica, mas também a qualidade do documento, a apresentação submetida e a apresentação oral a que serão submetidos os candidatos já numa fase final. O júri é composto pela Professora Teresa Ponce de Leão, da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (Presidente do júri), pelo Professor Jorge Maia Alves da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, pelo Professor Edgar Fernandes do Instituto Superior Técnico, e por um representante do patrocinador do prémio.

Os trabalhos vencedores e as menções honrosas serão anunciados e apresentados na Portugal Renewable Energy Summit 2022, a conferência anual da APREN, que terá lugar a 16 e 17 de novembro próximos no Grande Auditório da Culturgest, em Lisboa. Posteriormente, estes serão também divulgados no site e nas redes sociais da associação. A melhor tese de doutoramento receberá um prémio no valor de 2.000 euros, e a segunda melhor tese, no valor de 1.000 euros. Já as melhores dissertações de mestrado, terão um prémio associado de 1.500 euros (1.º lugar) e de 750 euros (2.º lugar), respetivamente.

As candidaturas estão abertas até às 23h59 de 7 de outubro de 2022, e devem ser feitas por email, para o comunicacao@apren.pt, indicando no assunto “Candidatura ao Prémio APREN 2022” e, no corpo do email, o nome do autor, uma fotocópia do Cartão de Cidadão, o endereço e contacto telefónico, o título do trabalho, a classificação e a respetiva data de conclusão, bem como o nome da instituição de ensino e do(s) docente(s) orientador(es). Devem ainda ser enviados dois exemplares do trabalho, uma com toda a informação referente ao autor, orientadores e estabelecimento de ensino e outra sem, para que seja entregue ao júri em anonimato; uma apresentação com uma duração máxima de 10 minutos; um poster alusivo ao trabalho, para que seja exposto na conferência anual da APREN. O regulamento, onde constam todas as informações necessárias para completar a candidatura, está disponível no seguinte documento. Existe um limite de candidaturas – 15 testes de doutoramento e 30 dissertações de mestrado -, fechando as mesmas caso este número seja atingido.



Notícias relacionadas

loading...

Comentários estão fechados.