Austrália e Alemanha vão investir cerca de 82 milhões de euros em projetos de hidrogénio



A Austrália e a Alemanha vão investir cerca de 92 milhões de dólares em projetos de hidrogénio, anunciou hoje o Governo do país oceânico, que quer tornar-se num dos principais produtores mundiais de combustível até 2030.

Os investimentos, que correspondem a quase 82 milhões de euros, serão canalizados através de um novo fundo germano-australiano denominado “Joint Hydrogen Innovation and Technology Incubator”, ou HyGATE, que irá apoiar uma série de projetos, pilotos e de investigação, ao longo da cadeia de fornecimento de hidrogénio.

O Governo australiano contribuiu com cerca de 36 milhões de dólares (32 milhões de euros) para a HyGate, uma iniciativa que começará a funcionar a partir do primeiro trimestre de 2022, enquanto que a Alemanha se comprometeu com cerca de 56 milhões de dólares (quase 50 milhões de euros).

“O recente lançamento do primeiro relatório da HySupply, o nosso estudo conjunto australiano-alemão sobre a cadeia de fornecimento de hidrogénio, revelou que existe um grande potencial para o hidrogénio australiano satisfazer a crescente procura na Alemanha”, disse o ministro australiano da Energia, Angus Taylor, em comunicado.

O Governo australiano espera que o fundo acelere o desenvolvimento da indústria de hidrogénio da Austrália – um combustível com emissões nulas tanto para consumo direto como para exportação -, e que contribua para alcançar o objetivo de emissões líquidas neutras em 2050.

As autoridades australianas investiram mais de 867 milhões de dólares (771 milhões de euros) para acelerar a indústria de hidrogénio, dos quais mais de um terço desse montante foi destinado à criação de sete centros industriais de hidrogénio limpo no interior do país.



Notícias relacionadas

Comentários estão fechados.