Novo biomaterial promete reparar órgãos do corpo humano



Uma investigação da Universidade de McGill, no Canadá, permitiu criar um novo biomaterial que promete reparar de forma eficaz os músculos, as cordas vocais e o coração – um grande avanço na área da medicina regenerativa, garantem os cientistas.

O tratamento passa pela injeção do hidrogel no corpo, que permite o crescimento das células vivas e a reparação dos orgãos. Este distingue-se dos convencionais pela sua tenecidade e elasticidade, bem como pelo favorecimento da proliferação e do crescimento das células. Os hidrogéis já existentes quebravam, não tendo a resistência suficiente para ajudar neste tipo de lesões.

“As pessoas que recuperam de problemas cardíacos muitas vezes enfrentam uma jornada longa e complicada. A cura é um desafio devido ao movimento constante que os tecidos devem suportar à medida que o coração bate. O mesmo se aplica às cordas vocais. Até agora não havia nenhum material injetável forte o suficiente para o trabalho”, explica Guangyu Bao, um dos autores do estudo, agora publicado na Wiley Online Library. “Os resultados são promissores e esperamos que um dia o novo hidrogel seja usado como um implante para restaurar a voz de pessoas com cordas vocais danificadas, como por exemplo, sobreviventes de cancro da laringe”, acrescenta.

Para Jianyu Li, professor auxiliar na Universidade de McGill e autor do estudo, este trabalho “destaca a sinergia da ciência dos materiais, engenharia mecânica e bioengenharia na criação de novos biomateriais com desempenho sem precedentes”.



Notícias relacionadas

Comentários estão fechados.