com o apoio
em modo Escuro poderá poupar até 30% de energia. Saiba mais

Azul, verde, laranja ou vermelho. Sabe porque muda o céu de cor?

O céu é azul. No entanto, sob certas condições, a sua tonalidade pode variar muito: de tornados a incêndios, são vários os fenómenos que o “pintam”. Durante o dia, o céu limpo é azul e o disco solar é quase branco. Ao nascer e pôr-do-sol, no entanto, as cores do céu mudam completamente: o disco solar muda geralmente de cor, passando pelo amarelo e laranja até atingir o vermelho, afectando igualmente as cores do céu no horizonte; longe do disco solar o céu mantém-se azul.

O padrão de cores descrito é completamente explicado pelo fenómeno da dispersão da luz. Dado que as moléculas de ar têm um diâmetro muito inferior ao comprimento de onda da luz visível, a dispersão dá-se no regime de Rayleigh, favorecendo fortemente os pequenos comprimentos de onda (zona azul do espectro). Assim, a luz que nos chega directamente do disco solar vai ser empobrecida em azul, enquanto que a luz que nos chega da atmosfera é rica em azul.

Quando o sol se encontra alto, a camada de atmosfera atravessada é pouco espessa e a oportunidade para a dispersão da luz é reduzida; por essa razão a radiação que chega à superfície à quase branca. Quando o Sol baixa para o horizonte, a radiação atravessa uma camada cada vez mais extensa e a dispersão lateral torna-se importante; em consequência, a luz que chega do disco solar torna-se cada vez mais pobre em pequenos comprimentos de onda, aparecendo com um tom alaranjado ou mesmo avermelhado. Em qualquer dos casos a radiação que nos chega da atmosfera resulta exclusivamente da dispersão, sendo muito rica em azuis.

Esta semana, os habitantes do estado norte-americano do Oregon viram as cores do céu transformar-se numa série de tons avermelhados que deram um aspeto infernal ao céu.

Um dos incêndios florestais mais violentos na área assolava as florestas da região, mas não foram as chamas as responsáveis pela cor do céu. As partículas do ar foram misturadas com as do fumo, resultando num aumento notável da dispersão. Apesar de o Sol estar muito alto no céu, as frequências mais altas foram alcançadas, com tons avermelhados e alaranjados.

Por último, o céu verde ocorre quando se formam nuvens de tempestade, fortemente carregadas de água, que durante o crepúsculo absorvem a luz vermelha e refletem a luz azul. No entanto, quando se misturam com os tons amarelados do pôr do Sol, o resultado é uma cor verde que indica que ocorrerão chuvas torrenciais.

 

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...