Brasil: Comunidade Guarani regressou, à força, às terras dos antepassados

A comunidade de índios Guarani Laranjeira Nanderu regressou na semana passada à terra que foi durante séculos dos seus antepassados, segundo explicou hoje, em comunicado, a associação Survival International.

Num acto de “desespero”, os Guarani “voltaram às suas terras” para escaparem às difíceis condições em que vivem há ano e meio, quando foram expulsos. Segundo a Survival International, desde então que esta comunidade vive ao lado da estrada, sem acesso a água potável, comida ou serviços médicos.

“A comunidade Laranjeira Nanderu teve as suas terras roubadas nos anos 60, para deixarem entrar os rancheiros. Regressaram em 2008, mas foram outra vez expulsos em Setembro de 2009. Pouco depois, a sua aldeia foi atacada e queimada”, explica a associação.

“Laranjeira Nanderu foi a terra do meu pai, do meu avô e bisavó… Precisamos de voltar para trabalhar, viver em paz… esse é o nosso sonho”, explicou Faride, porta-voz da comunidade.

Através de associações como a Survival International, a comunidade está agora a pedir ao Governo brasileiro para proteger a sua terra, de modo a não ser novamente expulsa.

“Não é surpresa nenhuma que, tendo sido forçados a permanecer em condições tão precárias durante tanto tempo, os Guarani fizeram a sua própria justiça e voltaram às suas terras. Isto deverá funcionar como um alerta para as autoridades para proteger a sua terra, evitando um novo despejo. É isto que os Guarani merecem”, explicou o director da Survival International, Stephen Corry.

Consulte aqui um relatório da situação dos Guarani, enviado no ano passado às Nações Unidas (Março de 2010).

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...