Casa de €13,3 milhões de George Clooney ameaçada pelas cheias britânicas

Milhões... por água abaixo?

De que vale ter uma casa avaliada em €13,3 milhões se ela não consegue escapar às inundações que, todos os anos, assolam vários pontos do Reino Unido? A mais recente vítima deste fenómeno climatérico extremo é o actor George Clooney, cuja propriedade de Berkshire, naquele país, foi parcialmente inundada pela água do rio Tamisa.

Segundo o Mail Online, o actor e a sua esposa, a advogada a activista pelos direitos humanos Amal, estão a renovar a sua mansão de nove quartos, situada numa aldeia perto de Reading. No entanto, hoje, os resultados da renovação, avaliada em alguns milhões, parecem estar em risco, à medida que a água e lama invadiram uma grande parte do jardim, cuja parte de trás tem acesso directo ao rio.

Os níveis de água do rio Tamisa aumentaram bastante nas últimas semanas, devido à chuva intensa. Hoje, a Agência Ambiental britânica já avisou que as áreas mais baixas do país poderão receber novas cheias. E há a possibilidade real, também, de a própria casa de Clooney ser afectada.

“Os níveis do reio Tamisa, perto de Reading, aumentaram com as chuvas recentes. Os aguaceiros de segunda-feira poderão levar a água a inundar as partes mais baixas”, revelou um porta-voz da Agência Ambiental britânica, que avisou todos os residentes das áreas mais baixas a manterem-se atentos aos avisos de cheias e rios a transbordar.

Há dois dias a Associação Britânica das Seguradoras avaliou em €1,7 milhões os danos provocados pelas tempestades Desmond, Eva e Frank, durante Dezembro e noite de ano novo.

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php