Casca de banana pode ter várias aplicações: desde embalagens ao fabrico de biscoitos



A banana é uma fruta consumida em todo o mundo, e a sua produção tem vindo a aumentar nos últimos 20 anos. Em 2019, registou-se uma produção mundial de banana de aproximadamente 117 milhões de toneladas. A importância alimentar está somente no fruto, já que depois de comido, as cascas são descartadas. No entanto, como sugere uma investigação da Universidade de Malaysia Sabah, estas podem ter um enorme potencial quando transformadas.

As cascas de banana são compostas ácidos gordos, aminoácidos e fibras, e são uma fonte de antioxidantes, agentes antimicrobianos e agentes anticancro. Sabia que se reutilizadas, estas podem ser úteis como ingrediente na comida ou até na produção de embalagens? Neste estudo foram avaliadas várias experiências e artigos já desenvolvidos, tendo-se concluído que existem diversas aplicações que merecem ser estudadas a fim de serem aplicadas futuramente – seja por motivos nutricionais ou por serem alternativas que promovem uma economia circular.

  • No pão, ao substituir parte da farinha de trigo utilizada, pelo pó da casca de banana, foi possível observar um aumento da proteína, mas também uma redução dos carboidratos.
  • Na produção de carne, o pó da casca da banana pode ser utilizado para aumentar a fibra alimentar no alimento ou mesmo para reduzir o teor de gordura.
  • Ao adicionar farinha de casca de banana no fabrico de biscoitos, foi possível notar um aumento da fibra alimentar e dos compostos fenólicos, bem como um melhor sabor e textura.
  • A casca foi uma boa fonte de xilose, que pode ser utilizada na produção de xilitol, um adoçante natural.
  • Também como embalagem, quando aplicada a casca de banana, foi observada uma boa resistência idêntica à do polietileno. Além disso, trata-se de uma opção facilmente produzida e totalmente biodegradável em apenas 45 dias.


Notícias relacionadas

Comentários estão fechados.