Chernobyl, 27 anos depois (com FOTOS)

Na noite de 26 de Abril de 1986, a Europa ficou em estado de alerta – e choque – com o maior desastre nuclear da história, que produziu uma nuvem de radioactividade que atingiu a União Soviética, Europa Oriental, Escandinávia e o Reino Unido, libertando 400 vezes mais a contaminação da bomba de Hiroshima.

O desastre de Chernobyl levou à evacuação de 200 mil pessoas, que agora voltam, lentamente, para os territórios onde nasceram e viveram. Este regresso às origens está a ser acompanhado, nos últimos cinco anos, pelo fotógrafo ucraniano Arthur Bondar, que está a imortalizar a vida de quem voltou a viver perto da zona de exclusão, convivendo diariamente com a radioactividade.

O trabalho de Bondar está agora disponível no seu site – e hoje, dia em que passam 27 anos sobre o acidente do reactor 4, recordamos aqui a tragédia, como forma de relembrar que o nuclear não é a solução.

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php