Cientistas alertam: menos poluição resultará em clima mais quente e monções mais intensas

Com a poluição do ar a cair em muitas cidades devido ao encerramento de fábricas e à redução de carros nas ruas, os cientistas indicam que mais luz solar poderá alcançar a superfície da Terra, possivelmente resultando em clima mais quente e monções mais fortes.

A cientista ambiental Laura Wilcox disse ao The Guardian que os aerossóis, que permanecem na atmosfera por uma a duas semanas, absorvem e dispersam a radiação, tornando as nuvens mais refletivas.

“Com quantidades menores de aerossol na atmosfera, estamos a verificar maior radiação solar a atingir a superfície e, portanto, as temperaturas da superfície terrestre estarão potencialmente mais quentes em regiões que geralmente apresentam altos níveis de poluição do ar”, indicou.

A poluição do ar caiu até 60% em algumas áreas, resultando em fenómenos, como o das montanhas dos Himalaias que são visíveis no norte da Índia pela primeira vez em três décadas.

Algumas simulações de computador mostraram que, se a qualidade do ar melhorar rapidamente, resultará em temperaturas mais altas, e a nova investigação de Wilcox sugere que uma redução na poluição do ar na Ásia levará a monções tropicais mais fortes, devido a um maior contraste de temperatura entre a terra e o oceano, escreve o The Guardian.

“Estarei a monitorizar o continente indiano muito de perto nas próximas semanas. Normalmente, esperamos ver o início das monções no verão nas próximas quatro semanas, e normalmente vemos temperaturas muito quentes e altos níveis de aerossol antes do início das monções”, indicou a cientista.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...