Cientistas descobrem como voaram os primeiros pássaros

Os cientistas da Universidade de Southampton, no Reino Unido, revelaram novas pistas sobre a evolução do voo dos pássaros, através de uma série de experiências baseadas em fósseis de dinossauros – em especial do microraptor.

O primeiro dinossauro descrito como tendo penas nos braços, pernas e na cauda viveu há cerca de 140 milhões de anos e tinha cinco asas. Mas o microraptor pressupõe que a evolução do voo dos pássaros passou por uma fase de quatro asas – o que representa uma etapa importante na evolução do bater de asas e planar.

Os cientistas realizaram uma série de testes e simulações de voo num túnel com ventos de 72 km/hora, usando uma representação em tamanho real do dinossauro (ver abaixo). Os resultados foram surpreendentes – mostram que o microraptor terá sido mais estável a planar quando gerava grandes elevações com as asas.

Os resultados comprovam que o debate em torno da posição e orientação das patas do dinossauro e da forma do vento é irrelevante, já que essas variáveis ​​tiveram muito pouco impacto no seu voo.

Gareth Dyke, co-autor do estudo e professor de paleontologia de vertebrados na universidade, frisou que o estudo mostrou que o microraptor “não exigia uma morfologia sofisticada e moderna para realizar deslizamentos eficazes”.

Segundo Dyke, esta conclusão é consistente com o registo fóssil e com a hipótese de que o voo simétrico evoluiu primeiro em dinossauros para funções não aerodinâmicas, sendo só depois adaptado para formar superfícies aerodinâmicas eficientes.

O estudo foi publicado este mês, na última edição da revista Nature Communications.

testes universidade

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...