Como o Grand Theft Auto (GTA) pode ajudar à educação ambiental dos mais jovens

Os jogos de vídeo influenciam os mais jovens. Não haverá grandes dúvidas sobre esta afirmação, e se colocarmos na equação a paixão desta franja da população pelos computadores, consolas ou tablets, então temos uma enorme oportunidade para educação ambiental.

Esta ideia é defendida por Matthew Yeomans, co-fundador da Social Media Influence e director da Custom Communication, uma consultora de sustentabilidade nas redes sociais.

O profissional admite que os jogos de vídeos educacionais, mesmo bem feitos, não irão seduzir a próxima geração de cidadãos, pelo que o desafio está na criação de jogos que misturem a competição com uma mensagem social forte.

É esse o caso de jogos como Half the Sky, lançado em Março no Facebook, que tem como pano de fundo a opressão das mulheres. O jogo, criado com a ajuda da mediática Zynga e da Games for Change, já tem 500 mil jogadores e angariou €122 mil (R$ 320 mil) em donativos.

Em 2011, o jogo Darfur is Dying foi jogado quarto milhões de vezes e levou 50 mil pessoas a doarem dinheiro para parar a crise no Darfur. O PowerUp é outro exemplo de jogos que podem mudar o mundo.

“Tavez a forma mais bem sucedida de explicar a sustentabilidade aos miúdos através de jogos é nem sequer falar na sustentabilidade e, simplesmente, focarmo-nos na experiência de jogo em si”, explica o autor.

Esta opinião é partilhada Jane McGonigal, designer que tem explorado a importância dos jogos online para resolvermos alguns dos problemas do mundo – e criar um feedback positivo no mundo real. McGonigal, autora do livro Reality is Broken: Why Games Make Us Better and How They Can Change the Word, dá o exemplo de dois jogos: Get Water e Minimonos.

O primeiro é um jogo social para iPad e foi desenhado para garantir notoriedade para o Dia Mundial da Água. O Minimonos, por outro lado, recria o mundo  virtual dos Moshi Monsters e do Club Penguin para criar um eco-desafio que já tem 1,5 milhões de utilizadores registados.

Por isso, Matthew não deixa de ter razão quando diz que jogos como o Grand Theft Auto (GTA) podem dar um novo ênfase ao carro eléctrico e outros, como o Skylanders, a um recurso escasso como a água. Pode pôr em causa vários mitos dos jogos de vídeo? Sim, mas é melhor do que não fazermos nada.

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php