Como o Oceano Atlântico poderá desaparecer

Há cerca de vários milhões de anos existia no local do Oceano Atlântico Norte, um oceano chamado Jápeto. A massa de água existiu durante as eras do Neoproterozóico e Paleozóico, até que desapareceu há cerca de 420 milhões de anos.

O Oceano Jápeto desapareceu devido a subducção de placas tectónicas – ou seja, uma placa submerge sob outra, quando as duas colidem, e é destruída. Investigadores da Universidade de Alberta escreveram um artigo sobre o desaparecimento do Jápeto. Contudo, o mais interessante do estudo é o facto de os cientistas afirmarem que num futuro distante o Oceano Atlântico poderá vir a desaparecer da mesma forma que desapareceu este oceano primitivo.

“O Atlântico moderno poderá estar condenado, no futuro distante, a desaparecer de forma semelhante. Se as zonas de subducção como as que se encontram em torno da Placa das Caraíbas continuarem a consumir o fundo do Oceano Atlântico, eventualmente os continente em torno do Atlântico poderão colidir, formando uma cadeia montanhosa e um novo supercontinente”, lê-se no estudo, cita do Discovery News.

Porém, o desaparecimento do Atlântico e a criação de um novo supercontinente deverão demorar cerca de 100 milhões anos para acontecer, referem ainda os cientistas.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...