Conheça os incentivos britânicos à microgeração

No dia 31 de Janeiro de 2010, e segundo a televisão britânica BBC, a britânica Mary Stone ganhou 48 cêntimos com a energia produzida pelo painel solar instalado no telhado da sua casa.

Em 2020, se o plano do Governo britânico correr como o previsto, uma em dez famílias daquele país poderão seguir o exemplo de Mary Stone e, também elas, ganharem dinheiro com a microgeração.

Mas vamos por partes. Em Fevereiro, o Governo então liderado por Gordon Brown lançou um programa “eco-friendly” para incentivar as famílias britânicas a instalar painéis solares e mini-turbinas eólicas nas suas casas.

O objectivo é que, em 2020, 10% das casas britânicas possam produzir energia limpa.

Segundo a BBC, o Reino Unido obtém hoje apenas 5,5% da sua electricidade através de fontes renováveis, sendo que o objectivo para 2020 continua bastante longe – para os níveis actuais: conseguir subir esta percentagem para os 30%.

Segundo a BBC, as pessoas que aderirem a este programa poderão não só poupar dinheiro com a sua conta mensal de electricidade como também receber uma taxa fixa de produção de energia.

Assim, e de acordo com o Departamento de Energia e Alterações Climáticas britânico, quem instalar painéis fotovoltaicos poderá ganhar até 1050 euros por ano com esta tecnologia – para além de pouparem até 160 euros em facturas da luz.

Por outro lado, o Governo britânico irá recompensar financeiramente pela energia gerada pelos painéis solares ou turbinas eólicas, mesmo que as famílias utilizem a própria energia para os seus gastos diários.

No total, quem aderir a este programa poderá ganhar até 1210 euros por ano.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...