Documentário sobre biodiversidade de Almada estreia no fim-de-semana

Chama-se “Almada, entre o rio e o mar” e é o mais recente filme documental co-produzido pela Câmara Municipal de Almada que divulga o “valioso património natural” de Almada.

“É um território desconhecido para muitos”, explicou ao Green Savers Catarina Freitas, da câmara almadense. “Grande parte deste trabalho tem incidido sobre diferentes variáveis biofísicas do concelho, designadamente a geologia, ecossistemas e espécies de animais e plantas que neles habitam, estando suportado em protocolos com universidades e centros de investigação de referência nestas áreas técnicas”, continuou o responsável.

Enquadrado pela Estratégia de Educação e Sensibilização Ambiental, o trabalho tem tido visibilidade com a edição de livros de fotografia, exposições, percursos de descoberta, filmes e outros recursos educativos dedicados a públicos mais jovens.

O filme revela os valores naturais de Almada, onde animais e plantas encontram refúgio e condições para prosperar, num território pleno de biodiversidade e habitats distintos. A obra, da autoria de dois reputados fotógrafos de natureza almadenses, Luís Quinta e Ricardo Guerreiro, contou ainda com a participação da Traduvárius.

O documentário estreia-se no programa “Vida Selvagem” da SIC, no dia 12 de Janeiro, domingo, às 12h15. No entanto, haverá uma ante-estreia no dia 11, pelas 21h30, no Teatro Municipal Joaquim Benite, em Almada.

Depois da estreia, o filme será lançado em versão DVD.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...