É o fim das bananas? Fungo devastador ameaça destruir esta fruta

Uma doença letal que se espalha silienciosamente. É conhecida como mal-do-panamá e causada pelo fungo Fusarium oxysporum, que continua a alastrar-se por todo o mundo. “Se o mal-do-panamá alastrar para a América Latina, poderá exterminar a Cavendish num prazo de dez anos” — a notícia da autoria de David Grimm​, publicada na revista Science em 2008, alertava para uma possibilidade que, na altura, ainda era ignorada por muitos.

Na última década, a epidemia alastrou-se da Ásia para Austrália, Médio Oriente, África e, mais recentemente, América Latina, de onde vem a maioria das bananas enviadas para os supermercados de todo o mundo. Os especialistas não têm dúvidas: a pandemia das bananas poderá colocar em causa o abastecimento dos mercados. Este fungo infiltra-se nas plantas através das raízes, bloqueando os vasos que carregam água e nutrientes. No caso das bananeiras, as folhas amarelecem, secam e ficam coladas, algo que resulta na morte destas plantas.

“O que temos neste momento é um cenário quase apocalíptico em que provavelmente vamos perder as bananas Cavendish” explica Sarah Gurr, professora de segurança alimentar da Universidade de Exeter, à revista Wired. Preocupados com o problema, alguns cientistas começaram já a tentar arranjar uma forma para evitar a extinção do fruto. A solução passa por criar uma nova planta resistente à infeção causada pela doença do Panamá. Há ainda uma banana selvagem, que só existe em Madagáscar, que pode ser crucial para a proteção das plantações de banana. No entanto, esta espécie foi colocada na lista de espécies ameaçadas de extinção.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...