Ecocondução: transportadora Luís Simões poupou €4 milhões em combustível desde 2008 (com VÍDEO)

Todos os dias, a transportadora Luís Simões percorre milhares de quilómetros em centenas de estradas, levando os seus camiões a diversos pontos de uma extensa rede rodoviária. O aumento do preço dos combustíveis e as cada vez maiores exigências ambientais, por outro lado, levou a empresa portuguesa a repensar o seu sistema de condução e desenvolver uma estratégia de ecocondução para os seus motoristas.

“Temos a necessidade de trabalharmos para um transporte eficiente, uma vez que grande parte das mercadorias, na península ibérica, são movimentadas por rodovia”, explicou Dalila Tavares, directora de produção de transportes, ao Economia Verde.

A Luís Simões percebeu uma das chaves para a redução do gasto em combustíveis estava na forma de conduzir dos motoristas. Assim, a empresa lançou um projecto de ecocondução que lhe permitiu poupar quase €4 milhões em combustível desde 2008.

O projecto foca-se na redução da velocidade para diminuir o consumo de combustível e pegada ambiental. “Desde 2008, registámos uma diminuição de mais de 10 milhões kg/CO2. Traduzido em litros, estamos a falar de mais de 3,5 milhões em cinco anos”, continuou Dalila Tavares.

Para além de praticar menores velocidades, a ecocondução significa acelerações suaves e utilização de ar condicionado apenas quando necessário. Lições válidas para todos os condutores – e não apenas para os profissionais.

Para além de providenciar aos seus motoristas a respectiva formação, a Luís Simões tem investido em frota mais eficiente e menos poluente. Os ganhos da Luís Simões nesta redução do consumo de combustíveis são reinvestidos no preço do transporte, o que permite à empresa ser muito competitiva num mercado que, reconhecidamente, passa por uma grande pressão económica.

“Esta competitividade no mercado reflecte-se na competitividade [dos preços] para o consumidor final”, conclui a gestora.

 

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...