Brigada do Mar recolheu quase seis toneladas de eletrodomésticos abandonados com o apoio do Electrão

O Electrão – Associação de Gestão de Resíduos apoiou a Brigada do Mar numa ação de limpeza em Palmela, no distrito de Setúbal, que resultou na recolha de mais de 5,8 toneladas de eletrodomésticos abandonados em zonas de mato e pinhal que foram reencaminhadas pela associação para descontaminação e reciclagem em unidades licenciadas para o efeito.

Nesta iniciativa, que decorreu entre 5 e 9 de Julho, a Brigada do Mar recolheu ainda 9,9 toneladas de pneus, cerca de duas toneladas de resíduos de automóveis, uma tonelada de materiais de construção e cerca de 120 litros de óleos. No total foram retiradas 18 toneladas de resíduos das zonas de Azeitão, Pinhal Novo, Vila Amélia e Quinta da Marquesa.

A ação, intitulada “Tudo é (a)mar e a Arrábida está a morrer”, mobilizou uma média de oito a 12 voluntários por dia. A iniciativa contou também com o apoio da Câmara Municipal de Palmela, GNR e outras entidades gestoras de resíduos além do Electrão: a Valorcar e a Valorpneu.

A Brigada do Mar, uma organização não governamental que tem o alto patrocínio do Presidente da República, atua principalmente na orla marítima com a ajuda de voluntários que desenvolvem ações de proteção da biodiversidade, mas realizou esta ação específica para alertar a população para a necessidade de denúncia dos despejos ilegais de resíduos.

O Diretor-geral do Electrão, Pedro Nazareth, lembra que a associação abraça este tipo de iniciativas que se mobilizam em torno das causas ambientais. “Muitas destas ações têm um papel simbólico e ajudam-nos na nossa missão de sensibilizar a população para a colocação dos resíduos nos sítios adequados, mas têm também um aspeto real. Neste caso recolheu-se lixo na Arrábida. Ainda há um problema de civismo em Portugal. As pessoas ainda deitam lixo pela janela do carro”, lamenta.

Pedro Nazareth revela que o Electrão já está a desenvolver novas formas de ajudar o cidadão a encaminhar para reciclagem grandes eletrodomésticos. Desde 1 de Julho que o Electrão, em colaboração com a Câmara de Lisboa, está a recolher equipamentos elétricos usados ao domicílio, de forma totalmente gratuita, em três freguesias de Lisboa (Alcântara, Ajuda e Belém) no âmbito de um projecto experimental que decorre até final do ano.

Através de uma consulta ao site www.ondereciclar.pt é possível obter informação sobre os locais mais próximos onde podem ser depositados os equipamentos elétricos fora de uso e outros resíduos.

Notícias relacionadas

Comentários estão fechados.