Em apenas cinco meses Paredes de Coura limpou mais de 400 hectares de floresta

Qualquer coisa como 560 campos de futebol de 11: foi esta a área limpa pela autarquia de Paredes de Coura em apenas cinco meses. Mas como é que esta autarquia do Alto Minho conseguiu tal feito em tão pouco tempo? E com que financiamento?

A resposta foi dada hoje, em comunicado, por Vítor Paulo Pereira, presidente da Câmara Municipal. O montante necessário para levar a cabo a limpeza dos terrenos desta zona foi “financiado por três candidaturas a fundos comunitários”, adiantou o presidente da Câmara.

“Todo o investimento que fizemos reforçará as condições de segurança no nosso concelho, com o objectivo de reduzir os riscos de perda de vidas, de bens, e do nosso património paisagístico e florestal. Mas este propósito é uma tarefa de todos.” Um alerta lançado pelo presidente da Câmara de Paredes de Coura, lembrando que “todos nós devemos participar na prevenção e preparação das infra-estruturas antes do período crítico”.

Num território com 13 mil hectares, nove mil hectares são de área florestal, cerca de cerca de 65% da área total do território. Daí a importância de medidas de prevenção de incêndios estruturadas, tais como “o desenvolvimento de acções de silvicultura preventiva, a gestão de combustíveis florestais, corte de mato e limpeza de povoamentos, beneficiação de pontos de água, a existência de uma boa rede viária florestal, caminhos, estradões ou trilhos e rede de faixas de gestão de combustível”, destacou.

Nos inúmeros trabalhos realizados na região, a autarquia destaca a instalação da Rede de Defesa da Floresta Contra Incêndios (RDFCI)” em Corno de Bico, Serra da Boulhosa, Monte do Carvalho, Serra do Lousado, Monte de Santa Rita de Romarigães, Monte de Agualonga, Cunha e Travanca.

“Os trabalhos abrangeram as freguesias de Romarigães, Coura, Ferreira, Rubiães, Cossourado e Linhares, Bico e Cristelo, Agualonga, Castanheira e Cunha, situadas nos limites do concelho, classificadas como de maior risco pela propagação incêndios com origem em municípios vizinhos”, declarou Vítor Paulo Pereira.

Foto: via Creative Commons 

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...