com o apoio
em modo Escuro poderá poupar até 30% de energia. Saiba mais

Ervas marinhas podem ser boas aliadas contra a acidificação do oceano

As alterações climáticas estão a ter grande impacto nos oceanos, inclusive no seu pH. Com grandes toneladas de dióxido de carbono (CO2) a serem emitidas para a atmosfera, que por sua vez são absorvidas pelos oceanos, os oceanos começaram a acidificar rapidamente.

Um novo estudo da Universidade da Califórnia em Davis, nos Estados Unidos, concluiu que as ervas marinhas podem ser grandes aliadas no combate a este fenómeno. Além de contribuírem para a redução da acidificação, estes seres vivos “trabalham” tanto de dia, como de noite.

Para chegar a estes dados os cientistas colocaram sensores entre 2014 e 2019 em sete prados de ervas marinhas em vários locais na Califórnia, nomeadamente, Newport Bay, Mission Bay, Bodega Harbor, Tomales Bay e Elkhorn Slough.

Os dados apontaram para uma variação consoante a localidade e a época do ano, sendo a primavera a altura mais produtiva, mas verificou-se uma redução da acidez até 30%.

“O que é chocante para todos que observaram este resultado é que vemos os efeitos de melhoria durante a noite e durante o dia, mesmo quando não há fotossíntese. Vemos também períodos de pH alto a durar mais de 24 horas e às vezes mais do que semanas, o que é muito emocionante”, afirma Aurora M. Ricart, autora do estudo.

Além desta mudança positiva, os investigadores também verificaram uma grande abundância e diversidade de espécies e organismos. A investigadora compara estes ecossistemas a uma floresta, mas uma floresta marinha e sem árvores; “A escala da floresta é menor, mas toda a biodiversidade e vida que existe naquela floresta é comparável ao que temos nas florestas terrestres.”

Melissa Ward, uma das autoras do estudo, conclui “Já sabíamos que as ervas marinhas são valiosas por muitos motivos – desde a mitigação das alterações climáticas ao controlo da erosão e ao habitat da vida selvagem. Este estudo mostra mais uma razão pela qual sua conservação é tão importante. Agora temos uma evidência para dizer que a directriz do Estado para explorar estas ideias para melhorar a acidificação dos oceanos é uma linha valiosa a seguir e merece mais trabalho”.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...