Escola Electrão recolheu 269 toneladas de equipamentos usados



De setembro de 2021 a junho de 2022, a Escola Electrão conseguiu recolher mais de 269 toneladas de pilhas, lâmpadas e equipamentos eléctricos usados. A 11ª edição da campanha contou com a participação de 321 escolas, de Norte a Sul do país, incluindo do Arquipélago dos Açores e do Arquipélago da Madeira.

A iniciativa, promovida pelo Electrão, registou a recolha de 255 toneladas de equipamentos eléctricos usados, como torradeiras, telemóveis ou computadores, 8,5 toneladas de pilhas e 5,3 toneladas de lâmpadas. Face à edição do ano letivo anterior, na qual foram recolhidas 262 toneladas, foi observado um aumento de 7 toneladas.

Ao longo de 11 edições, esta campanha já permitiu a recolha de mais de seis mil toneladas de resíduos nas escolas aderentes. “As quantidades de equipamentos recolhidos nas escolas têm aumentado gradualmente nos últimos anos, o que demonstra que esta é uma iniciativa vencedora que envolve toda a comunidade escolar neste desígnio da reciclagem”, sublinha o Director-Geral Adjunto do Electrão, Ricardo Furtado.

A Escola Secundária de Serpa, no distrito de Beja, foi a que mais se destacou, graças à recolha de 149 quilos de pilhas, 36 quilos de lâmpadas e 28441 quilos de equipamentos eléctricos usados, o que se traduziu em cheques-prenda de 2400 euros. Nos últimos dois anos a escola já tinha conseguido obter os melhores resultados.

A Escola Básica e Secundária Padre António Morais da Fonseca, em Murtosa, distrito de Aveiro, surge em segundo lugar, tendo recolhido 363 quilos de pilhas, 55 quilos de lâmpadas e 17060 quilos de equipamentos eléctricos usados, o que resultou em cheques-prenda de 1575 euros.

Em terceiro lugar, a nível nacional, surgem duas escolas empatadas: a Escola Básica e Secundária de Arga e Lima, Lanheses, no distrito de Viana do Castelo, e a Escola Básica e Secundária D. Sancho II, em Alijó, no distrito de Vila Real. A primeira conseguiu recolher 380 quilos de pilhas, 440 quilos de lâmpadas e 6820 quilos de equipamentos elétricos usados. Já a segunda, conseguiu reunir 320 quilos de pilhas, 580 quilos de lâmpadas e 6360 quilos de equipamentos eléctricos usados. Ambas foram premiadas com cheques-prenda no valor de 1125 euros.

Por cada 10 quilos de pilhas, 10 quilos de lâmpadas e 100 quilos de equipamentos eléctricos usados, é obtido um ponto, e as escolas recebem um cheque-prenda no valor de 75 euros por cada 10 pontos acumulados. Este ano, o valor global a atribuir ultrapassou os 24 mil euros em cheques-prenda, que podem agora ser trocados por novos equipamentos eléctricos.



Notícias relacionadas

Comentários estão fechados.