Estados Unidos: descoberto fóssil de dinossauro com longos chifres (com FOTOS)

Um novo dinossauro com longos chifres e um nariz grande foi descoberto em Utah, nos Estados Unidos, anunciaram paleontólogos locais. Denominado nasutoceratops titusi, este dinossauro será da família do triceratops e tem características muito salientes: longos chifres curvados e um nariz grande e excepcionalmente longo.

O seu crânio e outros ossos fossilizados foram desenterrados numa zona de vasto deserto por pesquisadores das universidades de Denver e Utah e estão agora expostos no Museu da História Natural de Utah, em Salt Lake City.

Com 4,5 metros e 2,5 toneladas, este animal terá vivido na Laramidia, uma zona de terra formada quando o mar inundou a região central da América do Norte, dividindo este e oeste durante milhões de anos. A Laramidia estendeu-se do México ao Alaska.

Segundo os paleontólogos, este animal viveu há 76 milhões de anos, numa zona – então – pantanosa e subtropical, o oposto do que é hoje. O nasutoceratops titusi viveu junto dos tiranossauros até à extinção dos dinossauros, há 65 milhões de anos.

“O tamanho gigantesco do nariz do nasutoceratops não estava relacionado com um olfacto apurado, uma vez que estes receptores estão localizados mais atrás na cabeça, perto do cérebro. Assim, não sabemos porque razão ele tinha este aspecto bizarro”, explicou Scott Sampson, do Museu da Natureza e Ciência de Denver.

Já os chifres tinham uma função bem definida: intimidar os outros machos e atrair o maior número possível de fêmeas. “Os fantásticos chifres eram usados como sinais visuais de dominação e, quando tal não era suficiente, como armas para combater os rivais”, explicou Mark Loewen, do Museu Natural de História de Utah.

Em Laramidia, que era do tamanho da actual Austrália, existiam mais de 24 espécies de dinossauros gigantes em 25% deste espaço. Nos últimos 12 anos, mais de uma dúzia de novos dinossauros foram descobertos neste deserto.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...