Este é o chocolate mais antigo do mundo



Um estudo publicado na revista científica Nature Ecology & Evolution, e liderado por Michael Blake, cientista da Universidade de British Columbia, em Vancouver, no Canadá, adianta que o cacau começou a ser cultivado 1.500 anos mais cedo do que se pensava. E não foi na América Central mas sim na América do Sul. Ou seja, os cientistas chegaram à conclusão que o Theobroma cacao (o nome científico da planta de cacau) estava já em uso na América do Sul há 5300 anos.

Os cientistas examinaram artefactos de cerâmica no sítio arqueológico de Santa Ana-La Florida, uma vila e centro cerimonial muito bem preservado e que foi parte da cultura Mayo-Chinchipe dos Andes, e encontraram evidências abundantes do uso de cacau, que é utilizado para a produção do chocolate.

“Estas descobertas sugerem que o povo maio-chinchipe domesticou Theobroma cacao pelo menos 1500 anos antes de a cultura ser usada na América Central. Como alguns dos artefactos de Santa Ana-La Florida têm ligações com a costa do Pacífico, os autores propõem que o comércio de mercadorias, incluindo plantas culturalmente importantes, poderia ter iniciado a viagem de cacau para o norte”, refere o artigo. Assim, esta nova rota estabelece que o chocolate “nasceu” na parte superior da Amazónia, tendo sido negociado ou transportado para o Norte da Colômbia, antes de chegar à América Central e ao México.

“Tanto quanto sabemos, estas descobertas constituem a mais antiga prova do uso de T. cacao nas Américas e o primeiro exemplo arqueológico inequívoco de seu uso pré-colombiano na América do Sul”, concluem os autores.



Notícias relacionadas

loading...

Comentários estão fechados.