A Europa continua a caminhada para as energias limpas. São boas notícias para o planeta, mas também para nós, cidadãos. Cumprir o Acordo de Paris e limitar as emissões de CO2 para a atmosfera significa evitar mudanças climáticas catastróficas. E países como Portugal, que correm sérios riscos de secas prolongadas, falta de água e fogos devastadores, só têm a ganhar com a transição para uma produção de energia limpa.

No Reino Unido, a rede elétrica continua a diminuir a sua dependência do carvão para produzir energia elétrica, e a transitar para as fontes de energia renovável. Naquele país, o

imposto sobre emissões de carbono tem acelerado o processo e fez com que, este ano, a rede elétrica estivesse mil horas sem recorrer à queima de carvão para produzir eletricidade —contra as 210 horas anuais de 2016 e as 624 horas em 2017.

Na Alemanha, o lóbi do carvão continua a ter muita força, mas, ainda assim, a energia produzida a partir de fontes renováveis tem vindo a aumentar. Em 2018, o carvão foi responsável por gerar 35,1% da energia naquele país, enquanto as renováveis contribuíram com 36,5%.

Em Espanha, os dados da Red Elétrica España mostram que 45,8% da energia produzida na primeira metade de 2018 teve origem em fontes renováveis. Estes valores correspondem a um aumento de 8,5% relativamente ao mesmo período do ano passado, sendo que o grosso da energia teve origem em energia eólica (22,6%) e hidroelétrica (16,9%).

 

Quão limpa é a minha eletricidade?

O site Electricity Map Live é uma boa forma de ver o desempenho dos vários países no que toca à emissão de CO2 para produzir energia elétrica. Quanto mais verde, menos poluente são as fontes de energia, quanto mais vermelho, mais intensiva do ponto de vista das emissões de CO2. Neste momento, em Portugal são emitidos o equivalente a 432 gramas de carbono por cada quilowatt/hora de energia.

Outra forma de consultar a fonte da sua energia elétrica lá de casa é espreitar a fatura. A EDP, por exemplo, inclui um gráfico nas suas faturas com as percentagens de cada fonte energética – solar, hídrica, eólica, etc.