Família de robots já recolheu mais de mil toneladas de lixo em Baltimore



Existe uma família de robots a revolucionar a poluição dos cursos de água na cidade de Baltimore, no Estado de Maryland, nos Estados Unidos. Em maio de 2014 foi implementado o primeiro interceptor de lixo, o Mr. Trash Wheel, no riacho Jones Falls. Hoje, a família conta já com mais três, em diferentes zonas da cidade: o Professor Trash Wheel, o Captain Trash Wheel e o Gwynnda the Good Wheel of the West, tendo sido o último colocado em junho de 2021.

Até ao momento, já foram recolhidas mais de 1,760 toneladas de lixo e entulho, entre as quais 1,457,476 garrafas e 832,212 sacos de plástico, 12,460,298 pontas de cigarro e 5,881 bolas. Outras coisas inusitadas encontradas pelo caminho foram uma guitarra e uma cobra píton-real.

Trata-se de um interceptor semiautónomo de lixo, que funciona através das correntes da água e da energia solar. O robot é colocado no fim do curso de água e as suas barreiras flutuantes fazem com que o lixo se centre naquela área e entre posteriormente no seu interior através de um tapete rolante. Os resíduos são depois depositados num contentor à parte.

Segundo a equipa, o objetivo é que este seja depois reciclado, porém, dado ainda não existir essa possibilidade, o lixo encontra-se a ser incinerado para produzir eletricidade.



Notícias relacionadas

Comentários estão fechados.