FCT NOVA participa em 14 projetos das Agendas Mobilizadoras



A NOVA School of Science and Technology (FCT NOVA) vai participar em 14 dos 51 consórcios aprovados pelas Agendas Mobilizadoras para a Inovação Empresarial, no âmbito da Componente 5 – Capitalização e Inovação Empresarial, integrada na Dimensão Resiliência do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR). As Agendas Mobilizadoras são o maior programa de apoio empresarial integrado no PRR, com o objetivo de aumentar a competitividade e a resiliência da economia com base em Investigação e Desenvolvimento (I&D).

Os insetos como alternativa na alimentação e cosmética, produtos à base de celulose para a substituição de plásticos fósseis e produtos ciber-físicos de mobilidade carbono zero, são alguns dos trabalhos a desenvolver em parceria com a Universidade. O PRR vai financiar estes projetos em cerca de 20 milhões de euros.

Conheça aqui os 14 consórcios:

  1. InsectERA: pretende responder ao desafio da transição verde em direção à sustentabilidade ambiental, usando os insetos como alternativa tanto na alimentação como na cosmética e até mesmo na biorremediação;
  2. From Fossil to Forest: visa o desenvolvimento de embalagens e produtos à base de celulose para a substituição de plásticos fósseis;
  3. NEURASPACE/AI Fights Space Debris: pretende criar uma nova cadeia de valor na economia do espaço, mais concretamente na gestão de tráfego no espaço;
  4. BE.Neutral: tem a ambição de posicionar Portugal como exportador de produtos ciber-físicos de mobilidade carbono zero para cidades de todo o mundo;
  5. M-ECO2/Industrial cluster for advanced biofuel production: desenvolvimento de um cluster industrial para a produção de biocombustíveis sustentáveis avançados à base de hidrogénio verde e matérias-primas residuais;
  6. Pacto da Bioeconomia Azul: pretende renovar as indústrias portuguesas com a integração de soluções de biotecnologia azul nas cadeias de valor, potenciando a utilização dos biorrecursos marinhos e da inovação neutra em carbono;
  7. NGS – New Generation Storage: quer criar um novo ecossistema tecnológico, na área das baterias, que se irá destacar a indústria nacional no mercado global;
  8. Drivolution: consiste na criação de um modelo de Fábrica do Futuro, para dar resposta aos desafios da transição energética e transformação digital no setor automóvel;
  9. PRODUTECH R3: visa capacitar a fileira das tecnologias de produção para explorar os significativos investimentos que a indústria vai realizar com a transição verde e digital, reduzindo a dependência tecnológica externa;
  10. Sustainable Stone by Portugal: pretende a valorização da Pedra Natural para um futuro digital, sustentável e qualificado;
  11. R2UTechnologies – modular systems: visa a alteração do perfil produtivo do setor da construção modular, promovendo a sua evolução de um paradigma produtivo intensivo em mão-de-obra para outro intensivo em conhecimento;
  12. Transform: dedica-se à transformação digital do setor florestal para uma economia resiliente e hipocarbónica;
  13. TEC4GREEN: tem como objetivo preparar o setor agroindustrial para os desafios futuros, minimizando o impacto ambiental e promovendo a sustentabilidade do setor, com foco na circularidade da cadeia de valor;
  14. HfPT – Health from Portugal: visa posicionar Portugal como um hub de referência mundial na conceção, desenvolvimento e produção de soluções avançadas dirigidas aos mercados da saúde.

“Estes resultados refletem uma preocupação essencial da FCT NOVA: a constante proximidade à sociedade com a procura de soluções para a recuperação da economia portuguesa. Acreditamos que as faculdades devem ser organismos abertos às empresas, centros de inovação e criatividade, e é com orgulho que apresentamos estes 14 projetos, que vão desde a área aeroespacial, ao ambiente e à neutralidade carbónica, passando pela inteligência artificial e pela informática”, afirma José Júlio Alferes, diretor da FCT NOVA.



Notícias relacionadas

Comentários estão fechados.