Filipinas: Três heróis salvaram um orfanato inteiro

Dolores Baculanta, de 49 anos, Oscar Macaray e uma terceira funcionária conseguiram salvar cerca de 30 crianças de um orfanato da cidade costeira de Palo, na Filipinas, durante o tufão Haiyan, que destruiu várias cidades do País, num dos maiores desastres naturais de sempre.

A funcionária explicou à Reuters que se preparava par dar banho às crianças em idade pré-escolar quando ouviu pedidos de ajuda do berçário. Nesta sala, onde estavam 12 bebés,  os ventos fortes estavam a deitar abaixo o telhado.

Dolores foi ajudada por Oscar Macaray, um segurança de 60 anos, e por uma terceira funcionária. Os três colocaram todas as crianças em dois berços e abrigaram-nas num escritório do orfanato. Quando esta divisão começou a ruir, ficaram todos no hall.

“Foi muito perigoso. Os ventos estavam muito forte e não conhecia nenhum sítio seguro para ir. A água chegou aos meus joelhos”, explicou Dolores à Reuters.

Perto do berçário, outras 18 crianças com idades entre os três e os dez anos foram colocadas numa sala de reuniões. Quando a água invadiu a sala, as crianças subiram para duas grandes mesas.

Segundo a Reuters, Palo foi uma das cidades mais afectadas pela violência do furacão Haiyan, que matou mais de 4.000 pessoas e desalojou milhares de pessoas.

A Unicef avança que 1,7 milhões de crianças deverão ter ficado desalojadas devido à tempestade, apelando a uma ajuda urgente de €45 milhões (R$ 140 milhões).

Mais do que palavras, as fotos são a maior prova da destruição do Haiyan. Veja algumas imagens do antes e depois da passagem do tufão.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...