com o apoio
em modo Escuro poderá poupar até 30% de energia. Saiba mais

Fornecedores da Apple vão utilizar energia renovável para apoiar a tecnológica a ficar neutra em carbono

A multinacional americana Apple anunciou na quarta-feira que mais de 110 de seus fornecedores ao redor do mundo mudarão para energia renovável como parte do compromisso feito no ano passado de ser neutra em carbono até 2030.

A neutralidade de carbono, forma de combate às alterações climáticas adotada por diversas empresas de tecnologia como Amazon e Microsoft, além da Apple, consiste em retirar da atmosfera uma quantidade de dióxido de carbono (CO2) equivalente ao gerado pela sua atividade.

Assim, ao plantar árvores ou utilizar máquinas que literalmente sugam CO2 da atmosfera, as empresas garantem que não estão a contribuir para o agravamento das alterações climáticas, embora esses esforços sejam geralmente acompanhados de medidas para reduzir os gases que são emitidos em primeiro lugar.

Os 110 fornecedores da Apple, que vão de fabricantes de materiais a fabricantes de microchips, vão mudar para um modelo de produção que usa apenas energia renovável, que a empresa estima que evitará a emissão anual de 15 milhões de toneladas de dióxido de carbono.

“Estamos fortemente comprometidos em ajudar os nossos fornecedores a tornarem-se neutros em carbono em 2030 e estamos muito satisfeitos que as empresas que já aderiram à meta incluam indústrias e países ao redor do mundo”, disse a vice-presidente de meio ambiente da Apple em comunicado.

A empresa dirigida por Tim Cook tornou público o seu compromisso de se tornar neutra em carbono em julho do ano passado.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...