Guterres deixa alerta sobre riscos de tsunamis

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, alertou para a elevação no nível dos oceanos, consequência do aquecimento global, o que aumenta os riscos de danos causados por tsunamis.

Guterres fez esta advertência num comunicado divulgado no Dia Mundial da Consciencialização sobre Tsunamis, que foi celebrado no passado dia 5.

A ONU determinou a criação desta data em 2015, sob a iniciativa do Japão. Ao invés de referir-se à situação como “mudança climática”, Guterres usou o termo “emergência climática” na sua declaração.

Segundo o secretário-geral da ONU, estima-se que 680 milhões de pessoas estejam em risco por viverem em áreas costeiras de baixa elevação e que o número pode passar para mais de mil milhões até 2050.

Guterres disse ainda que, nos 15 anos desde o tsunami ocorrido no Oceano Índico em 2004, foi feito um grande progresso para aprimorar os sistemas de alerta preventivo no Oceano Índico, no Caribe e outras regiões, o que possibilitou que diversas vidas fossem salvas.

No entanto, deixou bem claro que, com o aumento do nível do mar, os poderes destrutivos dos tsunamis podem ser exacerbados, pedindo que mais esforços sejam focados em lidar com a emergência climática.

*Com Agência Brasil
Artigos recomendados