Horta Acessível: projecto da Alta de Lisboa ajuda pessoas com deficiência a trabalhar hortas urbanas (com FOTOS eVÍDEO)

Depois de cinco meses de trabalho, a Horta Acessível da Alta de Lisboa começou a ser cultivada a 24 de Maio. As hortas estão preparadas para serem trabalhadas por pessoas portadoras de deficiência, seja em cadeiras de rodas – adultos ou crianças –, pessoas cegas ou com deficiência mental.

Desenvolvida pela Associação para a Valorização da Ambiental Alta de Lisboa (AVAAL), esta horta tem os talhões elevados e está já a ser trabalhada por três pessoas: dois em cadeiras de rodas e um cidadão com paralesia cerebral.

Segundo explicou ao Green Savers Cristina Morais, da AVAAL, em Setembro a horta começará a ser trabalhada por três associações: a ACAPO (Associação de Cegos e Ambliopes de Portugal), a ADFA (Associação de Deficientes das Forças Armadas) e a AGEDI (Associação Grupo Esperança Direitos Iguais).

A associação espera que outras associações, instituições ou pessoas se inscrevam no projecto. Todos os interessados deverão entrar em contacto com a AVAAL, aqui. Veja também o regulamento da Horta Acessivel.

“Cada pessoa tem entre 4 a 5 metros lineares para cultivar” – explica Cristina Morais. “E podem plantar ou semear os vegetais que pretenderem, desde que estes estejam na sua época de cultivo”.

Todos os participantes terão uma formação em agricultura ecológica, permitindo-lhes perceber um pouco mais de agricultura e levando-os a conseguir cuidar da sua horta de forma saudável e sem a adição de químicos.

Paralelamente, em Julho e Agosto, a AVAAL vai realizar quatro workshops de Hortoterapia para crianças. Veja o vídeo da inauguração do projecto. E as fotos.


Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php