Impulsionar a inovação: a era dos veículos elétricos



Por Giuseppe Pedretti, Regional Managing Director EMEA, PETRONAS Lubricants International

Apesar de os automóveis com motor de combustão tradicional dominarem o mercado, os veículos elétricos (VE) tornaram-se um dos produtos mais populares e desejados da década graças à sua capacidade de descarbonizar os transportes e ajudar os condutores a poupar dinheiro em combustível.Por incrível que pareça, a procura não para de aumentar: em 2023, prevê-se que as vendas de automóveis elétricos atinjam 14 milhões, o que significa que, só este ano, vão representar 18% de todos os automóveis vendidos no mundo.

Contudo, embora o interesse dos consumidores pelos VE seja elevado, o conhecimento das suas vantagens é pouco. Uma vez que a mudança exige tempo e dinheiro, a dependência dos motores de combustão não vai desaparecer de um dia para o outro. Então, como podemos fazer com que os consumidores se atualizem e apoiem, mesmo assim, a transição? Com o rápido desenvolvimento deste novo setor, é mais importante do que nunca que as indústrias ao seu redor, como a dos lubrificantes, continuem a inovar, para que os consumidores consigam um desempenho elevado dos veículos e tenham uma visão clara das realidades de possuir um VE.

Apelo para o consumidor

Muitas pessoas consideram que os veículos elétricos ou híbridos são um caminho acessível e de longo prazo, tendo em conta a manutenção, o custo, a conveniência e os fatores ambientais. Os veículos elétricos só precisam das aplicações de fluidos encontradas nos grupos motopropulsores eletrificados, como os fluidos dos travões das engrenagens de redução e o líquido de refrigeração – e esta manutenção simplificada atrai frequentemente os consumidores, especialmente porque as oficinas oferecem apoio fiável e dicas sobre a manutenção.

O interesse e compra de VE aumentou ainda mais nos últimos anos por várias razões: há mais modelos disponíveis a vários preços, os recursos especializados e a manutenção são cada vez mais fiáveis e os produtos são melhores e mais acessíveis. Além disso, estão a desmistificar-se os mal-entendidos sobre o impacto ambiental negativo que advém da produção de veículos elétricos, e os resíduos e a produção de baterias estão a ser melhorados a nível global, o que ajuda a impulsionar a mudança.

É importante notar que os obstáculos à compra de automóveis híbridos e elétricos não são universais, pois os custos e as infraestruturas variam muito de região para região. Globalmente, a infraestrutura para VE está atrasada, mas a melhorar – já se vêem, em média, 20 veículos elétricos por estação de carregamento pública. As preocupações com a poluição e a autonomia das baterias diminuíram consideravelmente à medida que a informação sobre VE se tornou mais acessível e as práticas automóveis se tornaram mais circulares.

Olhar para o futuro: Adaptar-se ao progresso

A inovação digital e material nos veículos elétricos e híbridos está em constante evolução. Os mercados globais estão a adaptar-se à procura crescente de baterias e matérias-primas, enquanto as tecnologias automóveis que surgem, e que abrangem tanto os veículos como o seu fabrico, estão a ser constantemente avaliadas e melhoradas – de facto, os principais fabricantes de automóveis dedicam 50-70% do CAPEX e dos orçamentos de I&D à transformação digital.

De forma otimista, as cadeias de abastecimento de VE estão a expandir-se e a ganhar maior proeminência na elaboração de políticas, o que ajuda a promover a mudança. À medida que estes aspetos continuam a evoluir, a chave para o sucesso será que as marcas criem produtos não apenas para o mercado e os consumidores atuais, mas também para as futuras indústrias e futuras necessidades dos consumidores.

A situação atual da inovação no setor dos veículos elétricos

A inovação é constante, na cadeia de abastecimento e nas indústrias adjacentes ao setor automóvel, para garantir que os consumidores têm os melhores produtos para VE, tanto hoje como daqui a 10 anos. As cadeias de abastecimento estão a tornar-se mais eficientes e sustentáveis, com a redução das embalagens de plástico a marcar um pequeno, mas  significativo passo em frente na corrida para melhorar as práticas circulares.

A tecnologia de lubrificantes também está em constante desenvolvimento, à medida que a indústria procura antecipar as necessidades dos novos modelos elétricos e híbridos, que não param de aumentar em volume e variedade. A inovação tecnológica e as parcerias estão a ajudar a conceber e a acelerar a inovação eficiente, com os fluidos para VE a desempenhar um papel fundamental, juntamente com os óleos de motor específicos para híbridos. Paralelamente, as parcerias com Fabricantes de Equipamento Original (OEM) são vitais para a inovação e o desempenho dos produtos, ao mesmo tempo que se esforçam por cumprir requisitos ambientais cada vez mais rigorosos.

Ação sustentável na prática

Em última análise, vão ser necessários muitos anos para que o mundo mude verdadeiramente para os veículos de nova energia (NEV, na sua sigla em inglês). Apesar de se prever que os VE vão representar 60% das novas vendas até 2050, a maioria dos veículos em circulação continuará a funcionar a combustível, de alguma forma. Independentemente deste atraso, as práticas sustentáveis têm de ser postas em prática já, e os consumidores estão a pedir conselhos.

Como podem conduzir de forma mais ecológica e embarcar na sua própria viagem sustentável? De forma simplificada, devem começar com o que têm. Os proprietários de automóveis a combustão podem utilizar produtos sustentáveis para a manutenção anual – sejam produtos em embalagens recicláveis e reutilizadas, ou soluções avançadas de tecnologia de fluidos. Continuamos a precisar de fornecer soluções para todos os tipos de veículos que circulam nas estradas agora, e no futuro.

O futuro dos VE e dos veículos híbridos é extraordinariamente otimista: à medida que os governos continuam a regulamentar este espaço e a investir em infraestruturas de VE, e à medida que a indústria automóvel e outras relacionadas continuam a ultrapassar as barreiras da inovação, os VE prosperam. Embora as próximas grandes mudanças estejam provavelmente relacionadas com a digitalização, a gestão das baterias e os veículos autónomos, é importante continuar a colocar o cliente em primeiro lugar à medida que os veículos elétricos e híbridos evoluem. Só assim nos manteremos, coletivamente, no caminho certo para chegar a um futuro mais sustentável e produtivo – uma estrada de cada vez.





Notícias relacionadas



Comentários
Loading...
viagra before and after photos what to expect when husband takes viagra