Nuvem de dióxido de enxofre atinge Península Ibérica, informa IPMA

A Península Ibérica está a ser coberta por uma nuvem de dióxido de enxofre (SO2) proveniente da erupção do vulcão Cumbre Vieja, revela em comunicado o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), com base no Serviço de Monitorização Atmosférica do Copernicus. O acontecimento deverá ocorrer até, pelo menos, sexta-feira, dia 15 de outubro.

O vulcão Cumbre Vieja entrou em erupção no passado dia 19 de setembro, em La Palma, nas Ilhas Canárias.

Esta ocorrência dá-se a mais de 3 mil metros de altitude, e prevê-se que as concentrações máximas do gás cheguem aos 46 µg/kg a cerca dos 6 mil metros de altitude.

Em Lisboa, de acordo com o Instituto, “o valor mais elevado de pressão, 1000 milibars (hPa) corresponde aproximadamente à superfície, enquanto que um valor de 500 milibars (hPa) correspondem a cerca de 5500 m”.

Veja aqui o vídeo onde é apresentada esta previsão, pelo IPMA:



Notícias relacionadas

Comentários estão fechados.