Jorge Silva, Ricoh: “Como rentabilizar a sustentabilidade”?



“A PREOCUPAÇÃO COM O AMBIENTE TORNOU-SE UMA PREOCUPAÇÃO COM O NEGÓCIO. O mercado reconhece e valoriza as empresas sustentáveis, o que motiva as organizações de todo o mundo ocidental a adaptarem os seus processos a esta nova realidade de consciência ambiental.

Em 2011 a Gartner previra que as políticas sustentáveis seriam, até este ano, um elemento central de qualquer empresa. Em 2015, a mesma consultora demonstrou como as soluções tecnológicas podem melhorar o desempenho ecológico das organizações e como este promove a eficiência e rentabilidade dos negócios.

De modo a optimizar as estratégias de sustentabilidade, estas devem abranger os vários aspectos da empresa, como o fabrico, distribuição, instalações de negócio e reciclagem. Caso o cuidado com o meio ambiente não se reflicta em todas as vertentes e actividades da organização, o seu impacto será necessariamente reduzido e vulnerável a incongruências e cepticismo.

Contudo, a consolidação da política ecológica corporativa implica conhecimentos especializados para uma transição eficiente, com níveis de investimento reduzidos e resultados apreciáveis. Neste sentido, são fundamentais soluções totalmente ecológicas que ajudem a reduzir o impacto das organizações no ambiente, incluindo consultoria sobre sustentabilidade, tecnologia ecológica, equipamento certificado e modelos de gestão com medição de cumprimento das metas definidas.

Abranger as várias vertentes do negócio e incluir todas as partes interessadas na estratégia ambiental das organizações trata-se de um processo complexo que exige uma combinação equilibrada entre software, hardware e serviços. Importa ainda alertar consciências e oferecer benefícios concretos na vertente ecológica e de custo, tanto aos fornecedores, como aos clientes.

O mundo é cada vez mais sensível às questões ambientais. A sustentabilidade melhora a percepção dos clientes face às empresas e marcas, reduz os custos de longo prazo e melhora a rentabilidade. Para ser eficiente, a estratégia ecológica tem de ser coerente, integrada e desenvolvida com base em experiência de implementação e em investigação validada. Só assim é possível alcançar resultados também eles sustentáveis.”

Jorge Silva é director de marketing da Ricoh Portugal



Notícias relacionadas

loading...
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.