Kaavan, o elefante mais solitário do mundo vai ser libertado após 35 anos em cativeiro

Desde 2012 que o elefante estava sozinho, no Paquistão, após a morte da sua companheira, Saheli. A sua história ganhou reconhecimento internacional e foram várias as celebridades que se uniram em torno deste caso, como é o caso da cantora Cher.

A petição para libertar o elefante reuniu 400 mil assinaturas e, em maio de 2020, o tribunal superior de Islamabade, no Paquistão, aprovou a mudança de Kaavan do zoo onde era mal tratado para um santuário no Camboja. Agora, segundo a associação animal Four Paws, três meses após a decisão do tribunal, Kaavan recebeu autorização médica para viajar para este país asiático onde terá melhores condições de vida.

O animal está acima de peso, com sinais de desnutrição, as unhas em mau estado devido ao local inapropriado onde era mantido em cativeiro. Segundo os especialistas, o animal tem pela frente uma longa recuperação não só a nível físico como também a nível comportamental.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...