com o apoio
em modo Escuro poderá poupar até 30% de energia. Saiba mais

Lisboa vai ter uma nova mini floresta com mais de 600 plantas

O campus da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FCUL) vai ter uma nova mini floresta, a “FCULresta”. A iniciativa surgiu no âmbito do projeto europeu 1Planet4All, e resulta de uma parceria entre a Organização Não-Governamental para o Desenvolvimento (ONGD) VIDA e a 2adapt, que está ligada à FCUL.

O projeto 1Planet4All é implementado em Portugal pela ONGD VIDA e resulta de um consórcio de 14 ONGs europeias que trabalham em Cooperação para o Desenvolvimento e Ação Humanitária em países do Sul Global. É também financiado pela União Europeia e pelo Instituto Camões.

A plantação da floresta decorreu de 1 a 5 de março, e contou com 22 toneladas de composto proveniente de resíduos verdes e orgânicos recolhidos pela Câmara Municipal de Lisboa (CML), que foram transformados pela Valorsul. Teve ainda o apoio da Lisboa Green Capital 2020.

A atividade envolveu cerca de 150 jovens de diferentes grupos e contextos universitários, que, ao longo de uma semana, transformaram um relvado num espaço de abundância de alto impacto e com baixa pegada ecológica.

Com mais de 600 plantas e variadíssimas espécies, a FCULresta seguiu o método do botânico japonês Miyawaki que, segundo a FCUL, irá trazer à floresta um “crescimento bastante rápido”, uma “alta taxa de absorção de carbono”, uma “excelente capacidade de atração de animais e plantas – além daquelas plantadas”, uma “boa capacidade de processamento da água da chuva”, uma “melhoria da qualidade do ar (reduzindo partículas poluentes)” e ainda uma “redução da poluição sonora”.

Veja aqui algumas imagens do projeto, publicadas pela Lisboa Green Capital:

E pela CML:

Depois de recolhidos pelas nossas equipas, os resíduos eliminados e os resíduos verdes dos jardins uma segunda …

Publicado por Câmara Municipal de Lisboa em & nbsp; Sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021 </ blockquote> </ div>

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...