Lusíadas Saúde desliga iluminação externa de todos os hospitais e clínicas a partir de amanhã



A Lusíadas Saúde irá implementar um conjunto alargado de novas medidas para diminuir o consumo energético em todos os hospitais e clínicas de norte a sul do País, “contribuindo ativamente para o esforço coletivo de poupança nacional”.

Já a partir de amanhã a Lusíadas Saúde irá, entre outras ações, desligar a sinalética externa de todos os edifícios – nomeadamente a iluminação de carater informativo e/ou decorativo das fachadas, tais como lonas e estandartes publicitários – e a iluminação de jardins; ajustar permanentemente quer a iluminação interna à taxa de utilização e ocupação dos serviços quer o sistema AVAC (aquecimento, ventilação e ar condicionado); garantir que todos os equipamentos sem utilização noturna são desligados (ex: Ecógrafos, RX, entre outros); e destacar equipas para controlo e monitorização das medidas definidas.

“Esta iniciativa transversal ao Grupo, e à qual acrescem ações individuais das unidades de saúde, resulta de um rigoroso trabalho de identificação desenvolvido ao longo das últimas semanas com o envolvimento de diversas áreas corporativas e operacionais para salvaguardar não só o elevado nível de qualidade clínica, como também a segurança e o conforto dos Clientes”, sublinha o grupo em comunicado.

Segundo a mesma fonte, este posicionamento “vem reforçar o plano de Sustentabilidade que, desde 2019, tem vindo a ser materializado em diversos projetos que garantem o equilíbrio entre as vertentes ambiental, social e económica. A Lusíadas Saúde continuará a reforçar este pacote de medidas para responder aos desafios atuais e futuros”.



Notícias relacionadas

loading...

Comentários estão fechados.