Mamute bebé quase intacto encontrado no Canadá



Um mamute-lanoso (Mammuthus primigenius) bebé foi encontrado no território de Tr’ondëk Hwëch’in, em Yukon, no Canadá. O animal foi descoberto por mineiros ao perfurarem o permafrost, durante o processo de exploração de ouro.

Ao analisarem o corpo, os cientistas descobriram que é uma fêmea e que morreu durante a Era do Gelo, há mais de 30 mil anos. Foi nomeada “Nun cho ga” por descendentes do povo Tr’ondëk Hwëch’in – em português, povo do Rio Klondike – , o que significa “grande animal bebé” na língua Hän. Estes foram uma das Primeiras Nações de Yukon.

Este é o primeiro mamute-lanoso mumificado quase completo e o mais bem preservado de que há registo na América do Norte. Como relata Dan Shugar, geomorfologista da Universidade de Calgary, à Business Insider, o animal ainda tinha as unhas e o pêlo intactos, bem como a sua última refeição preservada nos intestinos.

Nun cho ga | © Government of Yukon


Notícias relacionadas

Comentários estão fechados.