Máscaras faciais usadas podem ser reaproveitadas para fazer estradas mais baratas

Um estudo recente publicado na revista Science of The Total Environment revelou que as máscaras faciais descartadas e descartáveis ​​podem ser utilizadas para construir estradas mais baratas.

Desde o início da pandemia COVID-19, toneladas de máscaras faciais foram deitadas fora, uma situação preocupante para um planeta já sobrecarregado de plásticos descartáveis.
Os investigadores da RMIT University em Melbourne, Austrália, afirmaram que desenvolveram um novo material que integra máscaras descartáveis ​​trituradas com cimento reciclado. De acordo com os autores do estudo, aproximadamente 6,8 mil milhões de máscaras são descartadas todos os dias.

Fazer estradas de materiais reciclados não é uma novidade, mas a incorporação destas máscaras descartadas é que fazem da investigação uma novidade. O professor e autor principal Jie Li explicou, em comunicado, que os resultados das experiências da equipa mostram como a utilização de agregado de cimento reciclado com máscaras faciais trituradas pode realmente levar a estradas mais resistentes. Li indicou que as máscaras podem ser utilizadas em até duas camadas de uma estrada.

De acordo com as estimativas, pavimentar uma estrada de duas faixas e um quilómetro exigiria cerca de 3 milhões de máscaras, o equivalente a 93 toneladas de máscaras. Esta pode ser uma forma de aliviar a carga de resíduos em aterros já sobrecarregados.

Adicionar máscaras ao processo de pavimentação pode melhorar a durabilidade, a ductilidade e a flexibilidade da estrada. Como as máscaras são feitas de plástico, que não se degrada facilmente, as estradas durariam mais. Quando se trata do custo de construção e manutenção de estradas, o uso de máscaras recicladas também pode ser mais barato. Li observou que a mineração de materiais de uma pedreira exigiria cerca de 50 dólares por tonelada, enquanto uma tonelada de agregado de concreto reciclado custaria cerca de 26 dólares. Embora o custo de extrair máscaras de aterros e desinfetá-las possa ser alto, Li disse que vale a pena.

“O uso de máscaras faciais com agregado de cimento reciclado como material alternativo não apenas reduziria os resíduos gerados pela pandemia e a necessidade de materiais virgens, mas também reduziria os custos de construção em cerca de 30%”, explicou Li.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...